4 dicas para garantir a retenção de alunos na sua escola em 2022!

Atualizado: 28 de mar.

Veja dicas para a gerenciar a sua escola e manter a retenção de alunos nesse ano letivo.


Alunos da Educação Infantil estudando em sala de aula na escola.

Com a pandemia causada pelo novo Coronavírus dando sinais de redução de casos e de que será possível, em breve, retornar à vida normalmente, agora a preocupação de educadores se volta à uma velha questão: de que maneira e como garantir a retenção de alunos na escola em 2022?


Para essa pergunta com respostas possivelmente muito complexas, precisamos compreender, antes de mais nada, o que faz com que um aluno vá à escola e, não apenas vá, mas permaneça ali.


Entre os mais novinhos, a resposta diz respeito à família, mas em relação aos mais velhos, sobretudo aqueles que estão nos anos finais do Ensino Médio, em que dividem atenção com muitas demandas da vida, a resposta já não é mais tão simples.


Por conta disso, é importante que reflitamos: o que fazer e como garantir a retenção de alunos na escola em 2022?


Saiba mais: Evasão Escolar em 2022: principais motivos e como combater!


Veja 4 dicas para garantir a retenção de alunos na sua instituição


Vamos, agora, tentar compreender de forma um pouco mais profunda as razões que podem contribuir com o acesso e a permanência de alunos em sala de aula nesse ano letivo.


Saiba mais: Ludicidade na Educação Infantil: por que é importante e como utilizar?


Assista ao vídeo sobre o Novo Normal nas Escolas:


1 – Quais são os diferenciais da sua escola?


É fundamental que a escola possa pensar a si própria e, sobretudo, conhecer exatamente o que faz com que ela seja única em sua região, compreendendo o que faz dela um espaço único.


Quando fazemos esse movimento, nos colocamos em uma posição em que se torna mais fácil compreender quais são as expectativas que a comunidade coloca sobre a nossa escola, sendo mais fácil alinhá-las às nossas possibilidades enquanto instituição.


Dessa forma, quando se trata dos diferenciais do espaço escolar, é mais do que importante não só conhecê-los, mas conhecê-los do ponto de vista de quem mais importa, que são os nossos alunos, o nosso corpo discente.


Saiba mais: Neurociência na Educação Infantil: como aplicá-la em sala de aula!


2 – Reforce de forma estratégica todos os seus diferenciais enquanto espaço escolar


Uma vez que você consiga identificar as razões pelas quais seus alunos chegam até à sua porta, é mais do que fundamental traçar uma estratégia para que seja possível que mais alunos busquem a escola por conta dessas mesmas características positivas.


Dessa forma, é possível não só manter seus bons alunos, mas, ainda, atrair novos discentes para o seu grupo escolar, tornando-o muito mais diverso, dinâmico, atraente e um espaço em que se verdadeiramente se deseje estar.


E, por estratégia, temos diferentes ações que podem ser assumidas, tais como abrir a escola para que a comunidade possa participar dela, utilizando seus recursos e equipamentos, por exemplo, tornando-a mais inclusa e, dessa forma, muito mais integrada.


Saiba mais: Metodologias ativas na prática: 6 modelos para transformar suas aulas!


3 – Facilite a interação entre a comunidade escolar e a escola


Criar estratégias para que a comunidade escolar possa participar de forma ativa do dia a dia da escola é mais do que fundamental, sobretudo porque, muitas vezes, os próprios alunos não sentem essa abertura da escola para fazerem propostas para que possam, de forma mais positiva, estar no ambiente escolar.


A comunicação entre escola, pais e alunos é mais do que fundamental e abre precedentes importantes para a renovação do ambiente escolar, para a criação de projetos, para que seja, a escola, um espaço aberto para todas as pessoas, independente de quem elas sejam.


Portanto, quando se trata da comunicação, é mais do que fundamental estabelecer canais, estratégias e formas de se manter conectado, disponibilizando canais de comunicação eficientes e criando um ambiente em que todos possam encontrar espaço para expor suas ideias, suas dificuldades e, sobretudo, encontrar apoio para o enfrentamento do que for.


Saiba mais: BNCC na Educação Infantil em 2022: tudo o que você precisa saber!


Assista ao vídeo sobre o assunto:


4 – Abra portas e converse com a comunidade, trabalhe junto com o seu entorno


Trabalhar ombro a ombro com a comunidade escolar é outro dos fatores que pode fazer com que haja maior aderência do corpo discente e, certamente, uma resposta sobre como garantir a retenção de alunos na escola em 2022.


Isso se dá, sobretudo, porque é por meio desse contato com o entorno que podemos trazer para dentro da escola referências e atividades positivas, que tenham, justamente, a ver com aquelas pessoas que estão dentro da nossa escola, tornando o ambiente mais convidativo a elas.


O Blog da Faz Educação sempre se atualiza com o que há de mais recente na educação. Acompanhe!


Aproveite também o acesso liberado de todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

123 visualizações0 comentário