A relação entre Família e Escola no retorno às aulas em 2022

Saiba mais sobre como manter a integração entre família e escola no retorno às aulas em 2022.

Se na pandemia a relação entre família e escola foi primordial, no retorno às aulas, ela continuará imprescindível.


Afinal, a aliança entre a instituição de ensino e os pais e responsáveis pelo aluno pode ajudá-lo a se desenvolver em diversos aspectos, a mantê-lo engajado nos estudos e a ter mais oportunidades de aprender e praticar seus conhecimentos.


Assim, quando se atua como um time, que apoia seu protagonista — o estudante —, os ganhos potenciais para seu desenvolvimento e para uma melhor experiência de aprendizado são significativos.


Por isso, é importante buscar um diálogo efetivo, uma ação alinhada e um amparo entre família e escola também no retorno às aulas em 2022. Mas, para isso, antes de apoiar os alunos, é importante que as instituições ajam para incluir e ajudar os pais a lidarem com este novo momento. Para saber mais sobre o tema, continue a leitura.


Material grátis: Como melhorar a relação entre família e escola no ensino híbrido ou remoto!


Retorno às aulas: novos recomeços


Paulinho da Viola, em Samba do Amor, canta, sabiamente, que "voltar quase sempre é partir para um outro lugar".


A verdade é que, embora o ambiente e as rotinas escolares já sejam conhecidos por boa parte dos pais e alunos que retornam, o cenário atual é totalmente atípico, trazendo consigo um novo recomeço e uma experiência nova para a comunidade escolar.


Portanto, é preciso ter sensibilidade para compreender e saber como lidar com os sentimentos diversos que acompanharão professores, familiares e alunos no retorno às aulas.


Material grátis: Planejamento do ano letivo: como preparar a sua rede!


Dicas para apoiar e acolher a família no retorno às aulas em 2022


É importante que secretarias de educação e escolas preparem com cuidado, carinho e empatia o retorno às aulas presenciais. Além da organização para seguir os protocolos de segurança, é preciso estabelecer estratégias para acolher e apoiar a comunidade escolar, incluindo a família dos alunos.


Embora o momento de retorno seja bastante esperado por muitos, ele, também, vem acompanhando de incertezas e dúvidas, que exigem atenção e amparo para que os familiares possam fornecer o mesmo para as crianças e os jovens alunos.


Para fazer isso, considere as dicas a seguir.


1. Acolhimento e segurança em primeiro lugar


Para que os familiares se sintam tranquilos com o retorno às aulas e façam a matrícula ou rematrícula dos alunos, certificando-se de que eles participem das atividades escolares, é fundamental, primeiramente, demonstrar para a família que os estudantes terão disponível um ambiente preparado para apoiar sua saúde e segurança.


Ao mesmo tempo que é importante ser claro e objetivo sobre essas ações, lembre-se de transmitir, também, empatia e acolhimento ao lidar com as questões trazidas pelas famílias.


Fazer rodas de conversas, marcar horários para tirar dúvidas, criar um evento de portas abertas — essas são algumas iniciativas que podem ajudar a fortalecer o vínculo e a lidar com as barreiras iniciais de algumas famílias com o retorno às aulas.


Material grátis: Competências Socioemocionais: como desenvolvê-las na Educação Infantil!


2. Comunicação entre família e escola é essencial no retorno às aulas


Além do momento mais inicial, é importante também disponibilizar um canal de comunicação contínua. Esta abertura é essencial para que, a qualquer mudança no cenário, dificuldade ou novidade, a família não se sinta distante das decisões e saiba como proceder a favor da educação do aluno.


Este canal ajudará, ainda, a evidenciar todos os cuidados e a atenção que a escola está empregando para garantir um retorno às aulas positivo para todos.


3. Feedback mais ativo para a família


Para acolher e demonstrar como o aluno está respondendo ao retorno às aulas, é indicado fornecer de maneira mais regular um feedback para pais e responsáveis compartilhando se o estudante está enfrentando alguma dificuldade, se sua adaptação está sendo boa, como a família pode ajudar a tornar o momento mais tranquilo para a criança, etc.


4. Ferramentas on-line permanecem relevantes no retorno às aulas


Mesmo que o retorno seja 100% presencial, muitos dos canais e ferramentas digitais que foram utilizados durante a pandemia ou, mesmo, que estão sendo descobertos agora poderão ser relevantes para envolver e demonstrar atenção aos sentimentos e às demandas dos familiares dos alunos.


Por exemplo, agendar videochamadas para os pais que não puderem comparecer à escola e utilizar comunicadores instantâneos para perguntas e respostas simples podem ser estratégias eficientes.


Ainda, utilizar ferramentas para estimular a interatividade entre as partes e o compartilhamento de percepções pode ser útil. Realizar enquetes com as famílias, por exemplo, pode ajudar a gerar um senso de participação e, ainda, servir de termômetro para saber como os pais e responsáveis se sentem sobre determinada questão.


Para mais dicas sobre o tema, acesse o nosso guia para aproximar os pais e a escola!


O Blog da Faz Educação sempre se atualiza com o que há de mais recente na educação para beneficiar a sua escola!


Aproveite também o acesso liberado a todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

544 visualizações0 comentário