As principais mudanças na Educação em 2020, 2021 e 2022

Confira quais foram as principais mudanças na educação que fizeram a diferença nos últimos anos e vão continuar sendo tendência em 2022!

Menina em sala de aula com a mão levantada, materiais escolares e duas amigas ao fundo

Mudanças na educação acontecem em todos os anos. Afinal, a educação segue as tendências do que acontece na sociedade. Porém, os anos de 2020 e 2021 vieram com tendências muito significativas. Por isso, a educação precisou se adaptar como nunca.


Em 2022, essas mudanças na educação devem se solidificar. Muitas delas vão virar o padrão da educação no país.


O ano de 2022 também vai trazer seus próprios desafios!


Confira abaixo quais são as mudanças na educação mais relevantes desse período.


Saiba mais: Como realizar o planejamento pedagógico para 2022!


Base Nacional Comum Curricular


A BNCC não é um plano novo. Na verdade, ela estava incluída desde a criação da constituição. Porém, foi revisitada em 2015 e criada, definitivamente, em 2017.


As mudanças que ela representa, no entanto, só começaram a ser implantadas em 2020. Isso porque essa era a data para que as escolas de Ensino Fundamental começassem as alterações. Ao longo de 2021 e 2022, essas mudanças devem se estender para todo o Ensino Médio.


A BNCC é um documento que indica um currículo base para cada etapa escolar. Em vez de se ater a disciplinas, ele fala das habilidades e capacidades que os alunos devem ter ao fim de cada etapa. Ele não é prescritivo: cada escola pode – e deve – determinar suas propostas pedagógicas, de acordo com suas realidades.


A Base Nacional Comum Curricular traz diversas mudanças na educação, principalmente no que se refere à cultura digital e ao pensamento crítico.


Material grátis: 5 dicas para implementar a BNCC em sua escola!


Tecnologia guiando as mudanças na educação


A tecnologia é, sem dúvida, um importante fator que guia as mudanças na educação. Sua força no nosso dia a dia se reflete na sala de aula e faz com que os professores precisem repensar suas metodologias.


Antes mesmo de 2020, já víamos uma grande tendência a incluir a tecnologia em sala de aula. Aplicativos de educação são criados todos os dias, trazendo novas possibilidades de aprendizado dentro e fora da sala de aula.


Nos últimos anos, isso foi reforçado. Agora, a tecnologia se tornou inseparável da educação. O que faz todo sentido: se ela está no dia a dia dos seus alunos, também deve fazer parte dos métodos de ensino na escola.


Material grátis: As novas tecnologias para o novo normal na Educação Pública!


Ensino remoto e híbrido nas escolas


O ano de 2020 trouxe mudanças na educação que ninguém poderia imaginar que aconteceriam. Ou, ao menos, que aconteceriam tão rápido. Por conta da pandemia da COVID-19 e a impossibilidade de ter aulas presenciais, as escolas moveram as aulas para o ambiente virtual.


De início, essas mudanças foram frutos da necessidade. Para não interromper de vez o ano letivo, alunos e professores precisaram se adaptar às aulas à distância.


Mesmo quando as aulas puderam voltar ao presencial, o número de alunos em sala de aula continuava reduzido, incentivando o ensino híbrido. Assim, parte dos alunos vão à escola, e a outra parte participa online.


É esperado que essa tendência continue em 2022 e além. Afinal, o ensino híbrido pode beneficiar muitos alunos e trazer novas possibilidades para as escolas. Quem ainda não se adaptou, deve encontrar maneiras de fazê-lo.


Material grátis: Ensino Remoto: o que é, como fazer e como avaliar a aprendizagem!


Material grátis: Guia do Ensino híbrido: dicas para implementação!


Competências socioemocionais em sala de aula


Há algumas décadas, acreditava-se que a escola era um lugar para o exclusivo desenvolvimento intelectual. Habilidades como fazer amigos, liderar um grupo, tomar boas decisões e até mesmo ser criativo, eram relegadas a outros ambientes.


Hoje em dia, no entanto, entendemos que a escola é o lugar onde os alunos passam a maior parte do dia. Desenvolver essas habilidades no ambiente escolar dá a oportunidade de se expandir e crescer como pessoa e cidadão em um espaço em que o aluno se sente seguro.


Nos últimos anos, a pandemia tornou as competências socioemocionais ainda mais importantes. Isso porque o distanciamento social e a saúde pública trouxeram à tona sentimentos difíceis para crianças e adolescentes, como o medo, o estresse e a ansiedade. Logo, as escolas devem investir no desenvolvimento dessas habilidades.


Material grátis: Competências Socioemocionais: como desenvolvê-las na Educação Infantil!


Metodologias ativas


As metodologias ativas de aprendizagem vêm se tornando, gradualmente, o padrão para a educação. Elas incentivam os alunos a construírem conhecimento, em vez de apenas absorver informações em aulas em que o professor é o centro das atenções.


Durante 2020 e 2021, essas metodologias passaram a ser mais aplicadas. Isso porque elas são ideais para o ensino remoto e híbrido. Porém, enquanto retornamos às aulas presenciais, é possível manter as metodologias ativas em sala de aula.


Material grátis: Como revolucionar o ensino com as metodologias ativas!


Os anos de 2020 e 2021 trouxeram gigantescas mudanças na educação. Essas mudanças devem continuar e, em 2022, vão trazer novas perspectivas para o ensino.


Continue informado sobre o que há de mais novo no mundo da educação, acesse outros artigos do Blog da Faz Educação!


Aproveite também o download liberado a todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

300 visualizações0 comentário