Como ensinar as competências socioemocionais?

Entenda a importância das competências socioemocionais e saiba como trabalhá-las em sala de aula!

Ainda que o ensino remoto tenha sido o principal tema em debate durante 2020, as competências socioemocionais e seu desenvolvimento também se tornaram um assunto recorrente. Elas, que fazem parte das bases curriculares nacionais, ficaram ainda mais importantes em um ano que nos deixou fisicamente afastados.


Saiba mais sobre as consequências da pandemia na saúde emocional!


Mas o que são competências socioemocionais? São aquelas que dizem respeito ao nosso comportamento e ao modo como nos relacionamos em sociedade. Como lidamos com conflitos, como reagimos a frustrações, como trabalhamos em grupo, etc.


Tudo isso pode ser ensinado? E, se sim, como fazer isso em sala de aula? Continue sua leitura e saiba mais sobre o tópico!


Por que devemos ensinar competências socioemocionais?


Por muito tempo, a escola se focou em competências cognitivas e ignorou qualquer outro tipo nas salas de aula. O conhecimento acadêmico tradicional era mais importante do que como o aluno se comportava, se expressava ou lidava com colegas e professores.


Hoje em dia, no entanto, sabemos que tudo está conectado. Alunos que sofrem bullying ou têm problemas familiares podem ter um desempenho abaixo da média. Ansiedade e estresse são grandes fatores que impedem os alunos de prestar atenção. E mesmo depois da escola, no mercado de trabalho, são as competências socioemocionais que fazem a diferença.


Cada vez mais empresas procuram colaboradores que tenham autonomia, que sejam resilientes, que saibam trabalhar m grupo, que demonstrem empatia, que saibam dar e receber críticas. Quando essas questões são trabalhadas na escola, os alunos se tornam profissionais e cidadãos mais completos.


Como ensinar competências socioemocionais?


Ensinar competências socioemocionais não é nada parecido com ensinar qualquer disciplina. Você não precisa preparar uma aula ou uma atividade especial para fazer isso. E não existe um professor designado para ensinar.


Elas devem, entretanto, estar em todas as aulas, em todas as tarefas, como uma base do currículo. Quando o professor quer que os alunos aprendam a trabalhar em grupo, por exemplo, devem pensar em quais são os comportamentos e atitudes que ele mesmo vai demonstrar para que os alunos se inspirem.


Veja abaixo algumas atitudes que vão valorizar as competências socioemocionais na escola e ajudar os alunos a desenvolvê-las:


Torne o ambiente escolar acolhedor


Como a maioria das competências, as socioemocionais devem ser ensinadas pelo exemplo. Por isso, a escola deve ser um ambiente acolhedor, empático, aberto às diferenças, que incentive a determinação, a liderança e a criatividade.


Isso não acontece a partir de projetos e eventos. Esses fatores devem estar intrínsecos nos valores da escola, e devem ser demonstrados todos os dias para os alunos.


Trabalhe a relação entre professor e aluno


Ainda que todos os funcionários da escola devam ter uma boa relação com os alunos, isso é ainda mais importante quando se trata dos professores. É com eles que os alunos passam boa parte do dia, e eles se tornam mediadores do relacionamento dos alunos com a instituição escolar.


Por isso, a relação entre professor e aluno deve ser sempre de honestidade, comunicação e empatia. Os professores devem mostrar que são um canal aberto por onde os alunos podem demonstrar seus problemas, frustrações, sonhos e ambições. E devem estar prontos para ajudar como puderem.


O professor tem um papel essencial na educação nos novos tempos!


Crie diferentes abordagens


Aulas focadas apenas em conteúdo acadêmico e perguntas com respostas certas ficam no passado quando queremos desenvolver competências socioemocionais na escola. É preciso buscar abordagens que tenham mais conexão com as emoções dos alunos.


Livros, músicas, filmes e séries são ferramentas poderosas para tratar de temas que tenham a ver com a aula e, ainda assim, também ensinem valiosas lições sobre responsabilidade, determinação, relações interpessoais, etc.


Confira em nosso blog: 6 filmes e séries da Netflix para trabalhar em sala de aula!


Valorizar competências socioemocionais significa incentivar o autoconhecimento, a análise, a discussão e as relações humanas. E todos esses temas podem e devem ser levados para a sala de aula, não importa qual disciplina está sendo ensinada.


Assim, quando o aluno estiver se formando, ele não vai ser apenas um arquivo de conhecimento. Ele vai ser um cidadão que sabe navegar diferentes situações sociais, lidar com frustrações e seguir seus sonhos mesmo enfrentando diversos obstáculos no caminho.


Quer saber mais sobre a educação na nova era, seus métodos e recursos? Venha conferir o blog da Faz Educação!


Aproveite e baixe gratuitamente o nosso eBook Guia do Ensino Híbrido!

130 visualizações0 comentário

© Copyright 2017 - 2021 | Faz Educação & Tecnologia