Gamificação na educação on-line: dicas para atualizar as suas aulas

A gamificação na educação on-line pode ser uma aliada para manter o engajamento dos alunos. Veja dicas para inovar em suas práticas pedagógicas.

A gamificação na educação on-line está emergindo rapidamente como uma alternativa eficaz para envolver os alunos. A verdade é que a gamificação pode ir além da aplicação de elementos dos jogos nas práticas pedagógicas. Ela pode ser uma solução para trazer mais interatividade, envolvimento, imersão e participação para estimular o aprendizado.


Continue a leitura e saiba mais sobre como a gamificação na educação on-line pode ser uma aliada para potencializar os processos de ensino-aprendizagem no ambiente digital. Acompanhe.


Saiba mais: Trabalho em grupo realmente favorece o avanço na aprendizagem?


O que é gamificação na educação?


A gamificação é um conceito simples que pode contribuir para grandes resultados. Por meio da utilização de elementos dos games (por exemplo, pontos, nivelamento e tabelas de classificação), busca-se motivar e estimular o aprendizado dos alunos.


Outros elementos de gamificação na educação podem incluir:

  • Competição: os alunos podem competir entre si, com o professor ou com um jogo;

  • Mecânica de jogo: em vez de fatos e dados diretos, a gamificação usa uma abordagem de solução de problemas baseada em jogos e em progressão, conforme o visto em games;

  • História: o elemento de storytelling ajuda a criar um cenário mais propício à imersão e para despertar o interesse e o engajamento dos alunos.

Saiba mais: Gamificação na educação: o que é e como pode ser aplicada!


O que não é gamificação na educação on-line?


Primeiramente, a gamificação na educação não é sinônimo de jogo. Apenas fornecer um game on-line para os alunos, sem direcionamento, sem alinhamento com o plano de ensino e com os objetivos de aprendizagem não é gamificar.


Assim, ao gamificar a aprendizagem, lembre-se de que o uso de elementos dos jogos não é o mesmo que criar um jogo para o conteúdo - embora seja possível utilizar jogos como apoio.


O objetivo é aprimorar os processos de ensino-aprendizagem e, portanto, torná-los mais atrativos, divertidos e envolventes, mas não substituir o ensino pelo brincar ou pela ludicidade sem intencionalidade.


Saiba mais: Como promover o protagonismo dos alunos na prática?


Por que a gamificação na educação funciona?


Escolas pelo mundo todo já registram boas experiências com a gamificação na educação. Ela funciona especialmente por contribuir para que os alunos sejam engajados, um dos grandes desafios da educação on-line e, mesmo, da presencial.


Além disso, ela contribui para o desenvolvimento de habilidades e competências especialmente por possibilitar que o estudante possa experimentar, testar e errar, em um ambiente amigável e aberto a isso, ajudando a tornar a aquisição de conhecimentos algo mais interessante, participativo e divertido.


Há outros motivos que estão relacionados aos bons resultados da gamificação na educação on-line, incluindo:

  • Os jogos e as atividades gamificadas podem atender a necessidades básicas (como autonomia, valor, competência, etc.);

  • Eles podem ser sociais (o que gera condições de envolvimento, competição e colaboração);

  • Eles estimulam o envolvimento contínuo (a gamificação ajuda a reter a atenção do aluno, incentivando-o a continuar aprendendo, obtendo recompensas e progredindo em seu desenvolvimento);

  • Proporciona aos alunos mais responsabilização e sensação de controle (eles podem sentir que estão no comando ativo de sua própria jornada de aprendizagem, indo do ponto A ao ponto B);

  • A gamificação na educação funciona porque desencadeia emoções humanas reais, como felicidade e senso de realização.

Saiba mais: Como ter ideias infinitas para aulas criativas?


Como obter o máximo dos benefícios da gamificação na educação on-line?


É preciso ter em mente que a gamificação é muito mais do que pontos e sistemas de classificação. Para que ela seja exitosa na educação on-line, é importante que haja foco nos fatores motivadores intrínsecos, em vez dos externos, e no envolvimento emocional do aluno.


Assim, o objetivo de gamificar uma atividade ou prática pedagógica deve estar vinculado a encorajar os alunos a se envolverem no comportamento de aprendizagem traçado, potencializando o seu desenvolvimento a partir da predisposição psicológica humana para o jogo.


Embora o sistema de pontos seja um elemento poderoso, para se obter os melhores resultados, é importante ir além dele, vendo esse tipo de elemento como um meio para um fim, e não como um fim em si mesmo. Isso quer dizer que é preciso ser intencional, utilizando a dinâmica e os elementos dos jogos como um apoio para tornar as práticas mais engajadoras e atrativas para os alunos, sem deixar de lado seu aprendizado e os objetivos pedagógicos e as habilidades a serem buscados.


Outras dicas para que a gamificação na educação on-line gere os melhores resultados incluem:

  • Centrada no aluno: a gamificação deve ajudar seus alunos a atingirem seus objetivos de aprendizagem, sendo centrada no seu perfil, necessidades e preferências.

  • Útil: o conteúdo deve ser relevante e focado em cenários da vida real.

  • Estratégica: o plano deve ser guiado pelos objetivos pedagógicos e de aprendizagem, pelos conteúdos a serem trabalhados e pelo perfil dos alunos - que deve orientar tanto a dinâmica das atividades quanto as plataformas a serem utilizadas e as recompensas dadas.

  • Storytelling: ao se utilizar um enredo atraente para cativar os alunos, cria-se um cenário mais propício para obter seu interesse, engajamento e participação ativa. Criar histórias que envolvam os estudantes à medida que trabalham determinados conteúdos pode facilitar ainda mais o aprendizado.

Para saber mais sobre como aproximar suas práticas pedagógicas da realidade e dos interesses dos alunos, confira também nossas dicas de como ser um professor inovador.


Aproveite também o acesso liberado a todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

200 visualizações0 comentário