Como aplicar a gamificação na Educação Infantil

A gamificação na Educação Infantil, e em outras etapas, é uma forte tendência. Confira algumas dicas para aplicá-la em sala de aula!

A gamificação na educação é uma tendência que tem crescido cada vez mais. Ficaram para trás os dias em que transformar o ensino em jogos e brincadeiras era visto com maus olhos. Hoje em dia, quanto mais dinâmica e interativa for a sala de aula, mais a educação funciona em favor dos alunos.


Por isso, se aposta muito na gamificação na educação. Mas o que isso significa? Trazer a dinâmica dos jogos para a sala de aula.


Quando pensamos em jogos, pensamos em personagens, missões, fases, pontuações e prêmios. E são esses fatores que, quando aplicados em sala de aula, podem ajudar alunos e professores.


Em geral, a gamificação na educação só traz resultados positivos. Ela ajuda a atrair a atenção dos alunos e mantê-los motivados, mesmo quando os assuntos são intensos.


Os jogos e brincadeiras também são importantes fora da sala de aula. Confira algumas brincadeiras para fazer com as crianças!


Quer saber como aplicar esse conceito em sala de aula na Educação Infantil? Confira abaixo algumas dicas:


Comece a gamificação na educação pelo storytelling


Storytelling, ou contação de história, é uma ferramenta básica nos jogos. Quando um jogo traz uma narrativa engajadora, temos mais vontade de participar dele. Ele se torna mais do que uma simples brincadeira, virando uma experiência interessante.


O storytelling pode ser aplicado de muitas formas na educação. O professor pode criar uma narrativa maior para toda a turma, ou criar histórias que tenham a ver com a matéria estudada. O importante é ter criatividade e deixar os alunos serem os protagonistas das histórias em questão.


Essa é uma boa iniciativa para promover o protagonismo dos alunos!


Crie uma competição saudável


Um dos aspectos que mais atraem as pessoas para os jogos é a competição. Fazer mais pontos, vencer batalhas e ficar na frente é o objetivo da maioria dos jogos. Isso estimula os jogadores, aumenta a motivação e, principalmente, define uma meta.


Esses mesmos conceitos podem aparecer em sala de aula. Em geral, os alunos já são avaliados por notas e, por isso, pode ser visto como uma competição à parte. Mas não se baseie nas notas: crie um sistema de pontos de acordo com o que for, de fato, importante para o desenvolvimento da turma.


Você também pode dividir as turmas em grupos para isso. Assim, é possível trabalhar tanto atividades de competição quanto de colaboração.


Material grátis: Educação 5.0: o que é e como se preparar!


Incentive a colaboração


Ainda que jogos, muitas vezes, incentivem a competição, eles também podem incentivar a colaboração. Muitos jogos do tipo RPG, assim como jogos esportivos, precisam de equipes para chegar ao objetivo final. Inspire-se nesses jogos para despertar o espírito de equipe nos alunos.


Nesses casos, você pode planejar missões com diferentes tarefas para cada pessoa em uma equipe. Tudo isso, é claro, relacionando os trabalhos com o que está sendo estudado. Assim, os alunos vão precisar ajudar seus colegas para que todos cheguem ao fim da missão.


Uma maneira interessante de fazer isso é criando uma “escape room” em sala de aula, em que os alunos precisam desvendar pistas para terminar a missão.


Os trabalhos em grupo trazem muitos benefícios para os alunos e se refletem na sociedade!


Aposte na tecnologia


Por fim, é quase impossível falar sobre gamificação na educação sem falar sobre tecnologia. Em geral, ela se torna indispensável quando falamos sobre jogos. Afinal, muitos dos seus alunos já passam algum tempo jogando em celulares, computadores e tablets.


Procure por sites e aplicativos em que você possa personalizar os jogos para ajudar na revisão de matérias vistas em sala de aula. Ou ainda, procure jogos e aplicativos prontos que seus alunos possam acessar quando quiser. Isso vai fazer com que eles se sintam mais próximos da matéria mesmo fora da sala de aula.


Material grátis: As novas tecnologias para o novo normal na Educação Pública!


A gamificação na educação é uma tendência sólida e deve continuar sendo por muitos anos. Podemos dizer que as próximas gerações vão usar a gamificação em sala de aula de forma espontânea, como se não houvesse outros modelos a serem usados. Os benefícios para os alunos são claros e, com o tempo, as escolas vão perceber as vantagens desse uso.


Quer saber mais sobre tendências do ensino? Acesse o blog da Faz Educação!

Aproveite também o acesso liberado a todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

418 visualizações0 comentário