Alfabetização e letramento: como apoiar e estimular a aprendizagem?

Saiba como criar um ambiente cheio de estímulos para apoiar a alfabetização e o letramento na escola!

Alfabetização e letramento: como apoiar e estimular a aprendizagem?

O período de alfabetização e letramento é considerado crítico na educação. Afinal, esse é o momento em que as crianças passam a ler e a escrever. Se o período se encerrar de maneira satisfatória, as crianças vão saber ler e escrever de forma proficiente, o que beneficia toda a vida escolar e além.


Apesar de isso tudo ser verdade, muitas escolas têm dificuldade de apoiar o processo de aprendizado nessa fase. Elas ainda se apegam a exercícios antigos de repetição, e não consideram a necessidade de estímulos variados.


Crianças aprendem a partir de estímulos. Quanto mais novas elas são, mais esses estímulos podem vir de qualquer lugar. Para um bebê, por exemplo, o mundo inteiro é uma novidade e o estimula a aprender.


Material grátis: Como revolucionar o ensino com as metodologias ativas!


Logo, precisamos considerar que a alfabetização e o letramento começam antes da escola. Todos os alunos, sem dúvidas, já foram estimulados nessa direção em seus primeiros anos de vida. Seja com os irmãos mostrando palavras e lendo em voz alta, ou com os pais contando histórias antes de dormir, esse estímulo é contínuo.


Qual é a diferença entre letramento e alfabetização? Descubra aqui!


A escola precisa se comprometer em continuá-lo. Para isso, não pode se basear apenas em exercícios enfadonhos. Confira, abaixo, três passos para apoiar o processo de alfabetização e letramento de maneira eficiente:


Transformar a sala de aula em um laboratório de alfabetização e letramento


Da mesma forma que promovemos laboratórios de idiomas quando queremos ensinar inglês ou espanhol, é possível fazer o mesmo com o português. Para tanto, a sala de aula pode se tornar um laboratório.


Muitos professores já fazem esforços nesse sentido. É comum ver, em salas da educação infantil, o alfabeto enfeitando as paredes. Mas a escola pode ir além, estimulando os alunos com livros variados e jogos de linguagem.


Conheça algumas ferramentas tecnológicas que apoiam a alfabetização!


Deixando esses recursos disponíveis para os alunos, é possível despertar a curiosidade e a vontade de aprender mais.


Leia também: Alfabetização emocional: como trabalhar com seus alunos.


Estimular o contato com a linguagem


O contato com a língua materna é diário e ininterrupto. Porém, para estimular o processo de alfabetização e letramento, a escola deve tornar esse contato mais leve e divertido. Algumas ideias para aplicar em sala de aula são:


Hora da leitura


A leitura não pode ficar de fora quando falamos de alfabetização. Afinal, aprender a ler é um dos objetivos finais desse processo. Mas é importante saber que a leitura não é um fim em si: ler incentiva a criatividade, aumenta o vocabulário e afia nosso senso crítico.


Por isso, é fundamental estimular o gosto pela leitura durante o processo de alfabetização e letramento. Tenha uma hora da leitura com os alunos e a acomode às necessidades deles. Para alunos mais velhos, a hora da leitura pode ser um período em que cada um lê o próprio livro.


É legal ter um espaço para isso na biblioteca. Assim, os alunos podem pegar o livro que querem ler e se acomodarem pela próxima hora.


Vídeos e filmes


Vídeos e filmes também estimulam a linguagem. Para os alunos mais novos, eles podem ser desenhos educativos, que ensinam sobre o alfabeto de forma lúdica.

Outra ideia que pode surgir de vídeos e filmes é promover encenações. Não precisam ser peças de teatro inteiras, mas apenas cenas divertidas para motivar os alunos.


Rodas de música e dança


O estímulo para a alfabetização também pode vir em forma de música. A música é especialmente importante nos primeiros anos de ensino, quando o ritmo e as rimas caem no gosto das crianças e ajudam a aprender novas palavras.


Ter uma hora da música para cantar e dançar em sala de aula é lúdico, divertido e ajuda a ensinar mesmo tópicos difíceis.


A família também pode ajudar nesse processo. Saiba como!


Capacitar os professores


Por fim, a melhor maneira de apoiar o processo de aprendizado nessa fase é ter professores bem capacitados.


Treinamentos, cursos de atualização e oficinas são essenciais para manter os professores a par do que há de mais recente quando se trata de alfabetização e letramento. Ofereça essas oportunidades para o corpo docente e, assim, eles poderão oferecer o melhor em sala de aula.


Acesse o blog da Faz Educação para saber mais sobre a fase de alfabetização e letramento!


Clique aqui para baixar o eBook: As novas tecnologias para o novo normal na Educação Pública!


Veja também o vídeo sobre a diferença entre alfabetização e letramento:

O Blog da Faz Educação sempre se atualiza com o que há de mais recente na educação. Continue acompanhando!


Aproveite também o acesso liberado de todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

182 visualizações0 comentário