4 maneiras de prevenir e combater o cyberbullying no ensino remoto

A discussão sobre o Cyberbullying no ensino remoto deve fazer parte da rotina da comunidade escolar. Veja ações para a melhoria das relações no ambiente digital.

Discutir o bullying e o cyberbullying já deveria ser tema datado e ultrapassado nas escolas de todo o mundo. No entanto, basta um olhar mais atento para as relações entre os estudantes para sabermos que ainda é fundamental discutir essa prática.


Seja em sala de aula presencial, seja nas salas de aula virtuais, a prática do bullying pode nem sempre se manifestar de forma tão evidente. Ainda assim, a mudança de comportamento tanto de quem sofre quanto de quem o pratica é mais do que visível.


E nesse ínterim, cabe mais do que nunca ao professor e aos alunos, de forma geral, uma atitude atenta, uma escuta paciente e ativa, que nos permita identificar rapidamente situações de constrangimento e violência que possam vir a se estabelecer.


No entanto, sabemos que a mediação em sala de aula presencial é muito mais eficaz porque vemos, ouvimos e realmente estamos ali naquele espaço juntos. Assim, a intervenção é rápida, servindo como apoio a quem sofre a violência e como remediação a quem a perpetua.


Material grátis: Ensino Remoto: o que é, como fazer e como avaliar a aprendizagem!


Já no ensino remoto, quando tantas coisas acontecem sem que vejamos - são os grupos privados, as mensagens diretas e tantas outras formas de conversação -, como o corpo docente e a comunidade escolar podem agir ante o óbvio sofrimento que esse tipo de ação proporciona?


Vamos, hoje, refletir juntos em medidas de enfrentamento do cyberbullying e o que podemos fazer para que esses momentos de ataques possam ser minimizados em nossa comunidade escolar.


Saiba mais: Acerte na avaliação remota da Educação Infantil com esse passo a passo!


1 - Ao perceber o cyberbullying no ensino remoto interrompa suas atividades e converse com a sua turma


Não podemos, sob nenhuma hipótese, nos calar ou deixar para depois quando presenciamos um ataque pessoal, que possa vir a ferir aquele aluno vitimizado.


Nossa posição enquanto educadores prevê a ação imediata frente a situações como essa, exigindo uma postura não censora, mas aquela que mais tem a ver com a nossa profissão: educadora.


Portanto, ao presenciar ou perceber um ataque na web, seja durante sua aula, seja em grupos ou mesmo em comentários, interrompa imediatamente suas ações e converse com seus alunos, adequando sempre o que falar à faixa etária deles.


Material grátis: Competências Socioemocionais: como desenvolvê-las na Educação Infantil!


2 - Mantenha canais de comunicação abertos e privados


Um dos maiores desafios que as crianças enfrentam em relação ao cyberbullying é a falta de canais seguros para comunicar a violência que estão sofrendo - e isso, para todos os casos.


Ter canais de comunicação abertos para que seus alunos possam falar de forma franca sobre o que os aflige é uma forma de estar próximo a eles, mantendo espaços de conversa franca e livres de julgamento.


Esse mesmo espaço de conversa deve ser mantido, também, com a família dos seus alunos. Assim, cria-se uma rede de apoio para aqueles que acabarem por sofrer com o bullying, seja ele em esferas presenciais, seja ele em esferas virtuais.


Saiba mais: 8 dicas para não cometer erros no seu relatório de aulas remotas da Educação Infantil!


3 - Valorize as iniciativas que seus alunos venham a ter para combater o cyberbullying no ensino remoto


As iniciativas dos seus alunos também devem ser valorizadas, sobretudo aquelas relacionadas às pautas sobre os direitos que eles têm de serem respeitados, tanto por seus colegas quanto por seus professores e demais agentes da educação.


Ter isso em mente é crucial para que as ações anti-cyberbullying possam ser validadas, contando com a participação ativa de todos eles.


Convide-os a desenvolver projetos em que assumam o protagonismo, bem como acolha-os em suas dúvidas e direcionamentos que precisarem dar às suas ações.


Saiba mais: Cultura digital e BNCC: você já adequou as suas aulas?


4 - Conheça e faça ser conhecido o regimento escolar


O regimento escolar é o documento “máximo” de uma escola, em que todas as suas regras de convivência estão dispostas, bem como as regras de funcionamento do próprio espaço.


Qualquer ação deve estar fundamentada no regimento escolar, sendo, portanto, essencial conhecê-lo e, ainda, fazer com que seus alunos o conheçam.


Levar para ele questões relacionadas à violência é igualmente fundamental.


Saiba mais: Conheça 3 dicas de filmes e séries que tratam o tema Bullying!


A Faz Educação pode mantê-lo informado sobre as novidades na educação. Acesse nosso blog para saber mais! Aproveite hoje o acesso liberado de todos os nossos Materiais Educativos Exclusivos!

151 visualizações0 comentário