Como o uso da tecnologia é previsto pela BNCC

Atualizado: Mar 4

A tecnologia não precisa ser uma inimiga na sala de aula. Venha saber como seu uso é previsto pela BNCC!

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) determina o que deve ser ensinado nas escolas, desde a Educação Infantil até o final do Ensino Médio, em todos os âmbitos. E a tecnologia é uma das questões abordadas por esse documento.


Afinal, é muito difícil separar a escola da tecnologia. Hoje em dia, uma boa parte dos alunos tem celulares e acessam a internet com frequência. A escola não pode lutar contra a inclusão digital, mas sim utilizá-la como uma ferramenta de ensino e educar os alunos para que usem-na da melhor maneira possível.


Desde a alfabetização, como já mostramos nesse artigo do blog, até o preparo para o vestibular, confira como o uso da tecnologia é previsto pela BNCC!


Tecnologia na BNCC


Há alguns anos, a tecnologia em sala de aula era vista apenas como um objeto de distração. Muitos professores não eram qualificados para lidar com essas ferramentas e não existiam metodologias amplamente divulgadas sobre o tema.

A BNCC, porém, prevê que a tecnologia seja utilizada de maneira responsável durante as aulas. Entre as competências gerais da Base, duas estão diretamente relacionadas ao uso de tecnologia:

  • Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital – bem como conhecimentos das linguagens artísticas, matemática e científica para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

  • Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

A tecnologia, no entanto, é citada ao longo da BNCC diversas vezes, mostrando-se presente nas mais diversas disciplinas. Os professores são estimulados a utilizá-la de maneira a estimular a criatividade, o pensamento lógico, a cooperação, a linguagem e o pensamento crítico.


Alguns trechos da versão atual da base que defendem essa prática são:

Na Matemática:


Utilizar processos e ferramentas matemáticas, inclusive tecnologias digitais disponíveis, para modelar e resolver problemas cotidianos, sociais, de outras áreas do conhecimento, validando estratégias e resultados.

Nas Ciências:


Utilizar diferentes linguagens e tecnologias digitais de informação e comunicação para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos e resolver problemas das Ciências da Natureza de forma crítica, significativa, reflexiva e ética.

Na Arte:


Mobilizar recursos tecnológicos como formas de registro, pesquisa e criação artística.

Como podemos ver, a BNCC não deixa a tecnologia de lado em nenhum momento e estimula escolas e professores a se adaptarem às novidades e as utilizarem em sala de aula. Confira em nosso blog mais algumas dicas dos melhores professores para desenvolver seus métodos!


Mas como os professores e as escolas podem aplicar a tecnologia como previsto pela BNCC?

Implementando a tecnologia em sala de aula


O primeiro princípio que vai ajudá-lo a implementar a tecnologia em sala de aula é a chamada metodologia ativa. Com técnicas como o ensino híbrido, a gamificação e a sala de aula invertida, essa metodologia tem como base permitir que o aluno seja o agente do próprio conhecimento.


Isso quer dizer que ele aprende não apenas ouvindo e reproduzindo o que o professor diz, mas sim pesquisando, refletindo e chegando às próprias conclusões. Essa metodologia exige muito planejamento e experiências. Por isso, a tecnologia pode ser uma forte aliada. Entenda mais sobre a metodologia ativa em nosso blog!


O grande segredo para contar com a tecnologia em sala de aula, no entanto, é não parar no tempo. Entender que a internet é uma ferramenta vasta, com possibilidades novas a cada dia, que não é apenas uma distração.


É papel da escola e do professor compreender que os alunos vão usar a tecnologia no dia a dia, como todo mundo, e que eles podem utilizá-la e maneira positiva, crítica e criativa, se forem instruídos a fazer isso.


Procurar sites, aplicativos, jogos e maneiras de usar as redes sociais de maneira positiva vai deixar os alunos mais engajados no aprendizado e tornar a sala de aula um lugar mais completo, amigável e interativo.


A FAZ Educação acredita que a tecnologia é a melhor aliada das instituições de ensino. Venha conhecer nossas soluções!


Aproveite e veja também o Faz Responde sobre o assunto:


438 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia