TEA: como lidar e vencer os desafios na escola

Atualizado: Abr 8

Entenda como enfrentar os desafios na educação com os alunos com TEA. Venha saber mais!


Desde que o Plano Nacional de Educação (PNE) foi aprovado em 2014 com a meta 4 "universalizar, para a população de 4 a 17 anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidade ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia de sistema inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados", a inclusão de alunos com TEA se tornou um desafio para muitas escolas da rede pública e privada.


A mudança no regimento escolar exigiu um esforço específico, individualizado e planejado, que principalmente se integre com a família, pois, mesmo que o Espectro Autístico demande cuidados por toda a vida, entender como derrotismo foi e sempre será o maior obstáculo para a aprendizagem.


É importante salientar que as abordagens e metodologias educacionais sem a prática, tão somente em conceitos teóricos, não promovem aprendizagens significativas. É preciso respeitar a individualidade e habilidades do aluno com TEA.


Os objetivos de aprendizagem para o aluno com o TEA transpõem o currículo pedagógico. São demandas em déficits nas relações sociais que, se não alcançadas, não alcançarão o êxito na aprendizagem de conteúdos pedagógicos. São objetivos como: interpretar as emoções, aprender a esperar, aprender a lidar com as frustrações, aprender a olhar e desenvolver o vínculo afetivo, requisitos para viver socialmente. Claro que estes também são condições importantes no desenvolvimento de qualquer outro aluno, mas o aluno com TEA nos ensina a não esperar por resultados imediatos, mas a olhar a conquista alcançada diariamente, pois, na maioria das vezes, acontece de forma gradativa.


5 dicas estratégicas para alcançar resultados com seus alunos com TEA


1. Crie vínculos


É comum o educador, ao saber que terá um aluno com autismo em sua escola, não focar em descobrir como lidar com aquele aluno, e sim em quais são as dificuldades que cercam o transtorno de desenvolvimento. Cada caso é um caso, há alunos que necessitam de mediação escolar, outros não, há alunos que precisam de adaptação em atividades e provas, outros não. Primeiramente, CONHEÇA seu aluno, procure saber o que ele gosta, como se comporta em determinadas situações. Conecte-se a ele, crie vínculos afetivos e isto facilitará a aprendizagem e estreitará o seu contato.


2. Tenha objetivos


Ter objetivos claros é o primeiro passo. "Se eu não sei onde quero chegar, qualquer resultado me serve". Coloque objetivos pedagógicos e também emocionais a serem desenvolvidos.


3. Busque conhecimento


Aprender, estudar o que é o transtorno do espectro do autismo e como este aluno aprende é importante para o entendimento dos processos mentais do indivíduo e principalmente para desenvolver ao máximo suas potencialidades, mas lembre-se: teoria sem prática é somente teoria. Colocar em prática o que se aprende é fundamental!


4. Planeje um currículo funcional


É importante entender que qualquer intervenção que se faça voltada para o transtorno do desenvolvimento lida com questões complexas, e estas questões são múltiplas. Por isso, é necessário observar e definir metas a serem alcançadas e, a partir disso, estruturar como será o trabalho a ser desenvolvido.


5. Estreite os laços com a família


A escola e a família precisam andar de mãos dadas. A escola dedicada ao processo de inclusão, que não se nega aos desafios, é inspirativa para os pais se sentirem acolhidos e confiantes. Convites para que os pais frequentem os ambientes da escola em momentos propícios para disseminar a inclusão (reuniões escolares, festas e confraternização) são importantes para promovê-la de forma efetiva.


Aprende-se a conviver, convivendo, e se aprende a incluir, incluindo!


Aproveite e veja também o Faz Responde com uma entrevista incrível com a psicopedagoga Kátia Medeiros sobre o Autismo:



Procurando mais novidades na área da educação? Acesse os eBooks da Faz Educação e aprenda muito mais!

43 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia