Como a Secretaria de Educação pode ajudar as escolas a estabelecer parcerias?

Atualizado: Abr 8

A Secretaria de Educação tem um papel importante para ajudar a fomentar parcerias para as escolas. Saiba mais sobre essa possibilidade no artigo de hoje.


Um dos principais desafios nas escolas do país é oferecer um ensino de qualidade. Essa tarefa importante e complexa pode ser simplificada por meio de alguns elementos facilitadores, como os professores inovadores e, também, com o auxílio de parceiros, que podem ser encontrados com o auxílio da Secretaria de Educação.


Essa ajuda, que é estabelecida por meio de parcerias com diferentes esferas, que podem incluir empresas privadas, ONGs, comunidade, pessoas físicas e órgãos públicos, por exemplo, é fundamental para que as escolas possam oferecer um ensino mais moderno, completo e significativo aos estudantes.


Esse apoio pode proporcionar ainda diferentes oportunidades de melhoria para a escola em geral, seja no investimento na formação dos docentes, na disponibilização de novas aulas nos contraturnos, na manutenção, conservação, reforma e ampliação da infraestrutura física e, até mesmo, em serviços complementares, como aqueles relacionados à saúde.


O processo do estabelecimento de parcerias se assemelha à montagem de um quebra-cabeça, já que é preciso estudo, paciência e uma visão para unir sinergicamente todos os pontos até o resultado final. E a peça central desse processo é a Secretaria de Educação, já que ela pode auxiliar na busca por parceiros que atuem em sintonia com os principais objetivos e propósitos das escolas.


E você, sabe como isso pode se tornar realidade? É sobre isso que falaremos neste artigo. Então, continue a leitura para saber mais!


De que forma as parcerias podem ser estabelecidas?


O principal objetivo por trás do estabelecimento de parcerias é o aperfeiçoamento da rede de ensino e a melhora da qualidade de aprendizagem. Existem dois caminhos que podem ser seguidos para tirar esse projeto do papel e torná-lo realidade: ou a própria escola reconhece alguma dificuldade e busca auxílio, ou o auxílio é oferecido por alguma organização por intermédio da Secretaria de Educação.


Se a demanda escolar for relativamente branda, é possível estabelecer parcerias que não sejam necessariamente formais, como é o caso da ajuda de moradores do bairro, por exemplo. Nesse caso, o gestor escolar pode identificar os gargalos e fazer o apelo à comunidade em geral.


Em situações que demandem uma parceria formal, como, por exemplo, o auxílio de algum serviço público relacionado à assistência social, entra em cena a Secretaria de Educação, que irá intermediar essa relação.


Com isso, a Secretaria de Educação é uma facilitadora do processo de parcerias, já que, muitas vezes, o gestor escolar pode até ter certa autonomia para implementar melhorias na instituição, mas não possui independência plena para tal tarefa.


Como a Secretaria de Educação pode ajudar no estabelecimento de parcerias?


Para se contar com o auxílio da Secretaria de Educação, inicialmente é preciso fazer um diagnóstico das necessidades da escola e elencar quais delas demandam ajuda externa. A unidade deve solicitar apoio para que possa melhorar no que envolve ensino e aprendizagem.


É importante ressaltar que a Secretaria existe para servir às escolas e, portanto, pedir ajuda para estabelecer parcerias não demonstra incompetência dos gestores, mas sim maturidade e vontade de assumir o papel de protagonistas e de promover melhorias na escola.


Já para que as parcerias sejam de longo prazo, é preciso que ocorra uma convergência de intenções. Nesse sentido, a Secretaria de Educação pode auxiliar na formulação de projetos que serão apresentados às organizações e, também, formalizar os acordos.

Ainda, a Secretaria de Educação atua como uma mediadora nesses processos, ajudando a identificar parceiros que contribuirão para o aperfeiçoamento da realidade escolar.


O processo funciona, resumidamente, da seguinte forma. O gestor escolar deve identificar demandas que requeiram ajuda externa. Feito isso, é preciso estabelecer quais organizações, empresas ou órgãos públicos podem ajudar a suprir essa necessidade.


De posse dessas informações, é importante entrar em contato com a Secretaria de Educação para que ela possa indicar possíveis parceiros e auxiliar no processo de elaboração da proposta.


Após isso, o gestor deve entrar em contato com os potenciais parceiros e apresentar o projeto, evidenciando a sua importância e propósito. Quando a parceria for fechada, a Secretaria formalizará essa união.


É importante ressaltar que as parcerias só têm a agregar no processo da melhora da qualidade do ensino. Os parceiros atuam com o intuito de complementar e apoiar ações que servem como subsídios para a otimização da educação.


Nesse sentido, a Secretaria de Educação pode ajudar a encontrar potenciais aliados que trarão melhorias para o ambiente escolar e, por consequência, para a comunidade e a sociedade.


Você gostou de saber como a Secretaria de Educação pode ajudar as escolas a estabelecer parceiras? Que tal continuar no blog e saber também como se preparar para outros processos burocráticos da gestão escolar, como a LGPD na educação?


Aproveite e veja também o Faz Responde com 6 dicas para uma gestão excelente:





0 visualização

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia