Reflexões sobre a educação de 2020: um ano de aprendizado

O ano de 2020 trouxe grandes desafios, mas, também, aprendizados. Retome algumas das lições e das oportunidades encontradas na educação durante esse período.

A pandemia trouxe diversas mudanças em todas as áreas. Na educação, houve a interrupção do funcionamento normal dos sistemas educacionais, criando desafios para alunos, famílias, professores e secretarias.


Entretanto, todo esse cenário também proporcionou aprendizados inesperados e importantes reflexões. Criou, por exemplo, uma nova consciência sobre a importância da educação, do papel dos professores e da integração entre os pais e a escola.


Além disso, a educação pode desempenhar um papel fundamental daqui para a frente, ajudando as pessoas a entenderem este período e moldando as escolhas que definirão como viveremos e nos desenvolveremos após a pandemia.


A verdade é que o ano de 2020 nos deu muitos limões, mas o setor da educação conseguiu, em muitos aspectos, criar receitas inovadoras com esse ingrediente inesperado. A pandemia apresentou novos desafios, mas, também, trouxe algumas novas oportunidades de inovação e aprendizados valiosos para a área da educação.


Que tal retomarmos alguns desses pontos? Continue a leitura e acompanhe um pouco mais sobre as reflexões e o aprendizado vivenciados neste ano tão atípico para todos.


Aceleração da digitalização e do ensino-aprendizagem on-line


Esse período foi marcado por uma grande transição para alunos e professores. Muitos estudantes sentiram falta do aspecto social proporcionado pela aula presencial. As restrições de contato físico e de formação de aglomerações limitaram as interações face a face.


No entanto, professores e alunos começaram a descobrir que a tecnologia poderia ser a solução para manter a proximidade mesmo quando estamos fisicamente distantes. À medida que a familiarização com as ferramentas online se aprofundou, respostas e estratégias pedagógicas foram surgindo.


A incerteza e as restrições lançaram uma sombra sobre a educação presencial. Como resultado, a modalidade a distância via internet foi trazida para o primeiro plano. Muitas experiências, inovações, testes e aprendizados surgiram disso.


Como saldo positivo desse desafio, a tecnologia deve ser mais utilizada como aliada para o ensino-aprendizagem mesmo após a pandemia.


Desenvolvimento de habilidades tecnológicas


Diante do cenário de pandemia, os educadores precisaram se adaptar, aprender e desenvolver soluções relacionadas ao uso de tecnologias. Agora, muitos professores têm uma compreensão melhor da importância das tecnologias digitais para a modernização da educação e de que as habilidades digitais são um elemento essencial não apenas para os alunos, como também para eles próprios.


Uma pesquisa internacional feita com docentes verificou que, apesar dos diversos desafios, os profissionais relataram que estão encontrando maneiras novas e criativas de ensinar conteúdos tradicionais e, para muitos, essa transição inesperada forneceu um grande impulso em sua alfabetização digital.


Mesmo a distância, laços podem ser aprofundados


Na referida pesquisa, também se constatou que, nesse período, houve o desenvolvimento de redes de apoio mais amplas entre professores, que passaram a compartilhar mais conhecimentos e trabalharam de modo mais colaborativo.


Além de relacionamentos mais próximos com seus pares, também se percebeu um estreitamento da comunicação com a família dos alunos e essa experiência deve ajudar a moldar uma aproximação que será muito benéfica no período pós-pandemia.


Ainda, a digitalização ofereceu novos caminhos para professores e alunos permanecerem conectados de maneiras novas e inovadoras. Tudo isso demonstra como o setor de educação é importante e pode ser resiliente.


Incentivo à adoção de metodologias ativas


Embora já estivessem sendo cada vez mais utilizadas, as metodologias ativas mudaram repentinamente das margens para o centro de muitos sistemas educacionais.


Em especial o ensino híbrido se mostrou aderente a esse novo momento, ajudando a construir um modelo de educação que combina o melhor das práticas tradicionais com o melhor das ferramentas online.


Ainda, ele ajudou a qualificar os períodos de interação, demonstrando que, além da aula expositiva, é possível tornar tudo mais dinâmico, eficiente e interessante com outras abordagens como resolução de problemas, estudos de caso, projetos mão na massa e outros.


Educação e apoio à saúde e ao bem-estar mental


Entre os aprendizados da área da educação neste ano, também ficou mais evidente como o suporte e o apoio à saúde mental dos alunos e dos professores é importante para garantir acolhimento e criar condições que potencializam os processos de ensino-aprendizagem.


Algumas secretarias e escolas passaram a incentivar ou oferecer práticas de meditação, por exemplo, para ajudar educadores e alunos a manterem um equilíbrio mental e emocional durante esse período tão desafiador.


Mais clareza sobre a importância e o desenvolvimento de habilidades socioemocionais


Durante esse ano, as habilidades socioemocionais foram bastante requeridas, o que demonstrou como elas são uma base importante para os relacionamentos escolares e para um desenvolvimento mais integral de profissionais e alunos.


Embora já fossem previstas na BNCC, com esse cenário, a implementação de mudanças, projetos e práticas mais focadas nessas habilidades foram intensificadas. E isso terá o benefício adicional de contribuir para a empregabilidade futura dos estudantes, uma vez que esse tipo de habilidade será cada vez mais demandada no mercado de trabalho.


De fato, um estudo da empresa de pesquisa IBM IBV concluiu que, de forma geral, as habilidades comportamentais já se tornaram ainda mais valorizadas no mercado de trabalho do que o conhecimento técnico.


Na verdade, o estudo mostrou que flexibilidade e adaptabilidade às mudanças estão entre as habilidades consideradas mais importantes, seguidas de perto por gerenciamento de tempo e capacidade de trabalhar com eficácia em equipe. E, justamente, essas habilidades foram e estão sendo trabalhadas agora na educação com foco em desenvolvimento socioemocional dos alunos.


O próximo ano letivo será diferente de todos os outros. Esse é o momento ideal para refletirmos sobre os desafios, as oportunidades e os aprendizados que já tivemos. E projetarmos estratégias para lidar da melhor maneira com o cenário único que a educação nos reserva para 2021.


Então, aproveite esse período para avaliar, pesquisar, cocriar e desenvolver soluções que ajudem a navegarmos nessas águas ainda um tanto incertas. Repense o trabalho que temos à frente para que sua rede ou escola possa emergir ainda mais forte.


E lembre-se que a Faz está aqui para ajudar! Acompanhe nossos conteúdos exclusivos e obtenha insights sobre caminhos e iniciativas para auxiliar nessa preparação. Conte com a gente!

50 visualizações0 comentário

© Copyright 2017 - 2021 | Faz Educação & Tecnologia