Secretaria de Educação: qual educação quer deixar como legado?

Veja exemplos de contribuições que sua Secretaria de Educação pode deixar para o desenvolvimento da educação na rede e para a próxima administração.


A educação básica no Brasil encontra-se diante de diversos desafios e precisando lidar com um mundo em rápida transformação. Nesse contexto, o trabalho da Secretaria de Educação exige mais do que conhecimentos pedagógicos. É necessário dominar saberes sobre gestão pública, legislação, gerenciamento financeiro, relacionamento com prefeitura e comunidade, entre tantos outros.


E, em meio a tudo isso, é importante avaliar os avanços já feitos e o que ainda pode ser tirado do papel para deixar um legado e resultados consistentes para a próxima administração que virá em 2021.


Para ajudar nisso, preparamos o artigo de hoje. Confira, a seguir, alguns exemplos de quais podem ser os resultados a serem atingidos por sua administração e que contribuirão para o desenvolvimento de uma educação ainda mais qualificada em sua rede. Acompanhe.


1. Melhoria na pontuação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)


Um legado muito positivo que a Secretaria de Educação pode deixar é a elevação na pontuação obtida pela rede no Ideb ou mesmo o atingimento da meta estabelecida em todas as escolas do município. Esse, que é o principal indicador de qualidade da educação do Brasil, é um importante parâmetro para a qualidade do ensino provido pela rede.


Para melhorar a pontuação, diversas providências podem ser tomadas em sua administração, incluindo realizar ações para envolver e engajar toda a equipe escolar, criar um plano para combater as repetências, entre outras.


2. Valorização dos professores da rede


O corpo docente é um fator estratégico para o desenvolvimento da rede escolar. Sem seu comprometimento, sua adesão e seu real engajamento, cumprir metas e exceder expectativas tornam-se objetivos distantes para a Secretaria de Educação.


Assim, um legado muito positivo é criar e manter uma cultura de valorização dos professores que são inovadores, assíduos, comprometidos, motivados e que "vestem a camisa" da educação na comunidade.


Para isso, há opções como criar planos de carreira adequados, promover melhores condições de trabalho, oferecer programas de recompensas por mérito, fornecer formações continuadas acessíveis e qualificadas, criar um ambiente laboral saudável, ter critérios justos e claros de avaliação, entre outras.


3. Combate ao absenteísmo do corpo docente


Infelizmente, um dos grandes problemas enfrentados pelas Secretarias de Educação, pelas escolas da rede e, também, pelos alunos, é a taxa elevada de absenteísmo de seus professores. Muito mais do que dificultar a rotina escolar, esse fator prejudica o aprendizado do estudante e a performance das escolas nas avaliações oficiais.


Veja só: um estudo, realizado em São Paulo a partir de dados de proficiência do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), verificou que a nota média em matemática dos alunos do então 4º ano do Ensino Fundamental piorava 5% de um desvio padrão a cada 10 dias de falta dos docentes.


A partir de levantamentos como esse, fica ainda mais evidente como o apoio e a orientação dos professores são importantes para a aprendizagem dos estudantes e como combater o problema do absenteísmo na rede pode ser um legado de grande importância.


4. Mais eficiência na Secretaria de Educação


Outra contribuição valorosa que se pode deixar para a próxima administração é a entrega de uma secretaria ainda mais eficiente.


Isso pode ser feito por meio da implementação de boas e transparentes práticas em contratos, compras e licitações, pelo estabelecimento de parcerias estratégicas e de uma política de compliance na Secretaria, pela adoção de soluções que ajudem a gerar inteligência de dados para o órgão agir preditiva e preventivamente (evitando cenários de alta evasão, por exemplo), entre outras.


5. Fomento à modernização da educação na rede para o século 21


Se você acompanha o blog da Faz, já deve ter visto por aqui que temos diversos desafios para vencer na educação, e um deles é fornecer aos jovens uma educação realmente adaptada ao seu perfil e às suas necessidades, preparando-os para serem cidadãos ativos e atuantes em sociedade e profissionais valorizados no mercado de trabalho.


Portanto, um legado importante para ser deixado por sua secretaria é promover a modernização da educação em sua rede de ensino. Hoje, compreende-se que as escolas não devem ajudar os jovens a desenvolverem apenas habilidades cognitivas, mas também socioemocionais - e isso está disposto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).


De fato, há estudos que demonstram que o desenvolvimento de capacidades socioemocionais favorece também a aquisição de habilidades cognitivas, além de serem cruciais para que o jovem alcance sucesso e realização pessoal e profissional em sua trajetória.


Para isso, pode-se por exemplo adotar as metodologias ativas de aprendizagem nas escolas da rede, que contribuem para tornar o aluno protagonista de seu aprendizado e para desenvolver habilidades como comunicação, relacionamento, criatividade, empatia, entre outras.


E na sua Secretaria de Educação? Qual educação você quer deixar como legado? Para que, entre os resultados atingidos, você deixe sua rede preparada para a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), baixe o guia que preparamos sobre os impactos da LGPD na educação.

175 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia