Mundo VUCA e a educação

Você já ouviu falar em mundo VUCA? Venha conhecer esse conceito e saiba como ele se reflete na educação.


Estamos em uma época em que toda evolução acontece muito rapidamente. As transformações que antes ocorriam em anos agora acontecem em meses, e o que precisava de uma década para ser finalizado começou a ser feito em menos de um ano. Isso faz parte de um processo que chamamos de mundo VUCA.


Você já ouviu falar nesse termo? O mundo VUCA é um mundo volátil (Volatile), incerto (Uncertain), complexo (Complex) e ambíguo (Ambiguous). O termo foi utilizado pela primeira vez em 1987, pelos teóricos Warren Bennis e Burt Nanus, para descrever as transformações pelas quais o mundo estava passando. Porém, hoje em dia, essas mudanças estão mais visíveis do que nunca.


Vivemos em um mundo em que as mudanças são muito rápidas e, o que funcionava em um momento, pode ser substituído no próximo – então, a volatilidade. Por isso mesmo, não conseguimos prever completamente o que acontecerá a seguir; ou seja, o mundo está mais incerto.


Por existirem muitas opções e uma multiplicidade de pontos de vista, estimulados cada vez mais pelo compartilhamento de ideias online, não temos mais respostas únicas ou simples para nada, e tudo está mais complexo. Do mesmo modo, muitas questões podem ter mais de uma resposta e, por isso, é mais ambíguo.


Mas como o mundo VUCA está se refletindo na educação? Confira abaixo como essas características estão mudando a forma como ensinamos e aprendemos:


Aprender e desaprender no mundo VUCA


Em um mundo onde as coisas mudam com frequência, precisamos aprender, e aprender rápido. Isso significa se acostumar com novos métodos, buscar outros meios, descobrir o que funciona no caso de cada um. Aceitar novas informações e saber o que deve ser processado e armazenado é essencial.


Porém, em um mundo VUCA, é preciso saber desaprender. Esquecer velhos conceitos, deixar de lado o que já está obsoleto e aceitar que não existem mais respostas únicas e verdadeiras é a única forma de construir conhecimento nesse mundo.


Quer conhecer as principais tendências da educação? Clique aqui!


Professor e aluno com novos papéis


O aluno deve ter uma nova posição em sala de aula para realmente aprender neste mundo VUCA. Ele deve compartilhar experiências, fazer experimentos, questionar, buscar respostas e trazer soluções, em vez de esperar que as respostas prontas venham do professor.


O professor, por sua vez, passa a ser um orientador, um guia que aponta a direção da jornada, tirando dúvidas e oferecendo ajuda. Muito diferente do detentor total de conhecimento que era no passado, o professor deve oferecer a autonomia para que o aluno se sinta independente e queira construir o próprio conhecimento.


Como os professores devem se preparar para esse novo modelo? Saiba mais aqui!


Não é preciso dizer que o relacionamento entre essas partes também muda. O envolvimento emocional é visto como uma parte importante do processo de aprendizado e, por isso, se aproximar do aluno em um ambiente saudável passa a ser um dos deveres do professor.


On-line e off-line ao mesmo tempo


A sala de aula se torna um ambiente on-line e off-line ao mesmo tempo. Professores e alunos se comunicam por mensagens em aplicativos. Trabalhos em grupo são feitos pelas redes sociais. Fazer pesquisas para esses mesmos trabalhos na internet é o caminho mais comum. Mesmo as bibliotecas têm computadores para facilitar esse acesso.


O on-line e o off-line devem trabalhar juntos em sala de aula porque é assim que funcionam fora dela. Essa divisão vem sendo cada vez menos clara na vida dos alunos e, por isso, é comum que os dois mundos convivam no aprendizado.


Engajamento e tecnologia


Já que o professor não é mais o detentor de todo o conhecimento, e o aluno precisa ser um agente do aprendizado, o engajamento em sala de aula se torna uma necessidade. Os alunos precisam participar para aprender, e os métodos de ensino têm tudo a ver com isso. Metodologias ativas, por exemplo, prezam pela experiência e pela prática em vez da teoria.


A tecnologia tem um papel importante, oferecendo todo tipo de ferramenta para otimizar esse engajamento. Desde aplicativos de conversa até realidade aumentada, trazer a tecnologia para a sala de aula aumenta o interesse dos alunos, estimula a memória, gera motivação e permite que todos se envolvam mais na matéria.


Saiba como a tecnologia está mudando até mesmo a alfabetização!


O mundo VUCA não tem previsões de parar. Ele está sempre em movimento, em busca de mais uma atualização, e o mesmo deve acontecer em sala de aula: em constante mudança, ela deve estar sempre em busca de mais conhecimento.


Quer saber mais sobre as tendências do ensino? Confira o blog da Faz Educação!

134 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia