Dicas de metodologias ativas para desenvolver a distância

As metodologias ativas também podem ser desenvolvidas em aulas remotas. Confira nesse post algumas dicas de atividades!



Muitos professores utilizam as metodologias ativas em sala de aula nos dias de hoje. Porém, esses mesmos profissionais precisaram mudar seus métodos quando as escolas passaram a oferecer aulas remotas. Afinal, com a distância, a solução mais simples parece ser voltar aos métodos antigos de ensino.


Mas não precisa ser assim. No texto de hoje, vamos falar de diversas metodologias ativas que podem ser aplicadas a distância com muita criatividade. Confira!


Termômetro das emoções


As metodologias ativas valorizam as competências socioemocionais e como elas influenciam na aprendizagem. Essa atividade, por exemplo, é para que os seus alunos saibam identificar suas emoções e o que fazer com elas.


Durante o isolamento social, muitos vão se sentir tristes, ansiosos, frustrados e mesmo com raiva. Desenhe um termômetro com uma representação visual desses sentimentos e converse com eles sobre onde eles estão nessa escala, e como podem lidar com o que estão sentindo.


A ansiedade é um sentimento comum nessa época. Confira nosso post sobre como lidar com ela!


Outra ideia, especialmente para alunos mais novos, é deixar que eles desenhem seus próprios termômetros. Assim, eles podem aprender a dar nome às próprias emoções.


Bilhetes de entrada e saída


Enviar os conteúdos com antecedência e estimular os alunos a pesquisarem sobre a matéria também faz parte das metodologias ativas. E os bilhetes de entrada e saída funcionam com a suposição de que os alunos já tenham tido contato com o conteúdo antes da aula.


Assim, para começar a aula, a turma faz um documento com tudo o que já sabem sobre a matéria. Isso pode ser feito em alguma ferramenta que todos possam editar ou em um documento que o professor edita, compartilhando a tela com a turma. As ideias de todos os alunos devem ser incluídas.


Já o bilhete de saída acontece no fim da aula, mas da mesma maneira: todos devem dizer quais são os pontos principais do que foi aprendido.


Avaliação em pares


As metodologias ativas estimulam o trabalho em grupo, e isso é ainda mais importante em época de isolamento social. Afinal, seus alunos sentem falta do contato diário com os colegas. A avaliação em pares coloca dois alunos para trabalharem juntos e avaliarem o trabalho um do outro, ajudando o colega a melhorar antes de entregar o resultado final para o professor.


Isso estimula uma discussão saudável, ajuda os alunos a lidarem com críticas e estimula a troca de conhecimentos. Experimente fazer isso com textos, que podem ser compartilhados por e-mails, mensagens e ferramentas de Nuvem.


Fórum invertido


O fórum é uma ferramenta virtual bastante conhecida. Uma pessoa cria um tópico, posta um comentário ou uma dúvida, e outros respondem com base no que foi postado.


A ideia do fórum invertido é que o professor lance uma temática e os estudantes elaborem tópicos, comentários e questões, sendo respondidos pelos próprios colegas, com a mediação do professor.


Você pode, por exemplo, indicar um filme para estimular a discussão. Confira alguns títulos disponíveis na Netflix que podem ser utilizados na aprendizagem!


Isso gera bastante interação entre os alunos, aproveitando experiências pessoais e estimulando a troca de conhecimentos, duas bases das metodologias ativas.


Gamificação com metodologias ativas


Quando se fala de gamificação do conteúdo – ou seja, transformar o conteúdo em uma espécie de jogo para engajar os alunos – muitos pensam imediatamente em aplicativos e sites com jogos, de fato, que ensinam conteúdos de escola. Mas isso não é necessário para utilizar as metodologias ativas com gamificação.


Confira nossa seleção de aplicativos úteis para a educação!


Por exemplo, você pode criar competições, dividindo a turma em grupos e dando tarefas que eles possam concluir virtualmente. Quem terminar primeiro o circuito de tarefas é o grupo vencedor.


Ou criar um jogo em formato de Escape Room. Só é preciso criar uma narrativa baseada no fato de que os estudantes estão em uma sala trancada e, a partir da solução de pistas, enigmas e problemas, eles podem encontrar a chave para sair no tempo determinado.


As pistas podem ser criadas com uma estrutura de quiz em sites como o QuizCreator, ou em aplicativos como o Kahhot. Esse tipo de jogo estimula o interesse e a interação dos alunos.


A quarentena não impede o uso de metodologias ativas em sala de aula. Com criatividade e disposição, é possível oferecer aulas fascinantes para seus alunos.

Confira mais dicas para lidar com o período de quarentena no site da Faz Educação!

0 visualização

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia