Letramento matemático: como entender melhor o seu significado

Atualizado: Mar 4


Quando escutamos a palavra letramento, pensamos na disciplina de Língua Portuguesa. Podemos conceituar letramento como o procedimento de leitura e escrita para a interação e desempenho social em diferentes situações. E, no contexto matemático, o que significa letramento matemático?

De acordo com o PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), letramento matemático significa:

(...) a capacidade de identificar e compreender o papel da Matemática no mundo moderno, de tal forma a fazer julgamentos bem embasados, e utilizar e envolver-se com a Matemática, com o objetivo de atender às necessidades do indivíduo no cumprimento de seu papel de cidadão consciente, crítico e construtivo. (INEP, Letramento matemático).

Isso significa que os alunos precisam compreender que os conhecimentos adquiridos durante as aulas são aplicáveis em situações do nosso cotidiano. Para que isso ocorra, é necessário o desenvolvimento do pensamento crítico e da criatividade nas resoluções de problemas em sala de aula.

A BNCC apresenta nas Competências Específicas de Matemática o Letramento Matemático como seu principal componente.

Reconhecer que a Matemática é uma ciência humana, fruto das necessidades e preocupações de diferentes culturas, em diferentes momentos históricos, e é uma ciência viva, que contribui para solucionar problemas científicos e tecnológicos e para alicerçar descobertas e construções, inclusive com impactos no mundo do trabalho. (BNCC, Competências específicas de Matemática).

É importante que os alunos aprendam a discutir Matemática e formular soluções diante dos desafios apresentados e, para que isso ocorra, é importante que o professor tenha uma postura flexível, assumindo as funções de aprendiz, mediador, orientador e pesquisador no decorrer da aula, mudando paradigmas educacionais, onde responder rapidamente e a resposta correta são sinônimos de aprendizado.

É fundamental que os alunos discutam uns com os outros sobre a resolução de atividades, desenvolvendo suas resoluções e suas argumentações durante esse processo de aprendizagem, trabalhando o raciocínio, a contextualização do conteúdo e transferência para a vida real.


* Regiane Castro é formada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, com pós-graduação em Ensino de Matemática. Atua na área de educação há 10 anos e atualmente faz MBA em Gestão de Tecnologia da Informação e Pedagogia.

662 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia