Como as famílias podem auxiliar na aprendizagem por meio de brincadeiras

Através de brincadeiras as famílias podem levar para casa um sistema de aprendizagem muito eficiente, já adotado por inúmeras escolas pelo mundo.


As crianças que aprendem brincando, seja em casa, seja na escola, acabam por desenvolver de forma muito melhor as atividades escolares.


Seja na interação com seus colegas ou com professores, esses alunos se destacam pela maior versatilidade, melhor interação social e aprendizagem acima da média.


A primeira forma de aprender é, sem dúvida, aquela que se desenvolve em casa, através das relações familiares.


É com ela que damos os primeiros passos em relação à nossa formação intelectual e os seus resultados podem ser sentidos durante toda a vida.


Conheça quais os cuidados que devemos ter com o retorno às aulas da Educação Infantil


As brincadeiras como forma de aprender e de socializar a cultura familiar


As brincadeiras são umas das principais atividades de uma criança e é possível, através delas, alavancar nosso desenvolvimento.


Seja brincando sozinha, seja brincando com seus familiares, através do brincar aprendemos a dividir, a somar, a entender aquilo de que gostamos.


Isso permite que nosso desenvolvimento seja ainda mais potencializado, sobretudo porque através da brincadeira nos sentimos pertencentes a um grupo social, ainda que ele se limite, na primeira infância, à nossa própria família.


Inseridas em um contexto de convívio social, já na escola, as crianças podem comparar as suas habilidades entre si.


Isso permite que elas possam desenvolver suas potencialidades, aprendendo umas com as outras, se inserindo em uma nova comunidade.


Saiba como lidar com as emoções das crianças no momento da volta às aulas presenciais.


Esse intercâmbio social permite que as crianças se apropriem de outros códigos, de outros saberes e compartilhem entre si novas formas de aprender através do brincar.


No entanto, isso só é possível se a criança se apropriar, em casa, com seus familiares, de formas de brincar que fazem parte da cultura dessa família.


Nesse contexto doméstico, as brincadeiras podem representar aprendizado quando refletem a cultura familiar que depois, na escola, é compartilhada com seus colegas.


Por conta disso, incentivar brincadeiras familiares é uma forma de fazer com que a criança, posteriormente, possa se integrar também na escola, tendo o que compartilhar.


Através das brincadeiras é possível ensinar às crianças valores que transcendem a diversão e que são acompanharão seu filho até o fim da vida.


O que podemos ensinar através do brincar?


1 - Crie jogos para que a criança arrume o seu espaço, de acordo com a sua faixa etária


Através da brincadeira é possível ensinar a criança a importância de organizar um espaço que deve ser de sua responsabilidade.


Quando transferida para o ambiente educacional, os estímulos gerados por essa brincadeira farão com que ela se interesse e atue organizando também o seu novo espaço, cuidando melhor do que é de sua propriedade.


2 - Desenvolva sua imaginação e criatividade através de brincadeiras com máscaras ou fantoches


Através das brincadeiras com papel machê, com outros papéis, cartolinas, tintas e giz de cera, é possível criar máscaras que incentivam a construção de narrativas.


Isso incentiva a coordenação motora fina, a construção de histórias e o desenvolvimento de sua criatividade.


3 - Incentive-os a cuidar dos seus brinquedos através de brincadeiras


As brincadeiras que podemos fazer com bonecos e bichinhos de pelúcia desenvolvem também a afetividade das crianças.


Incentive seu filho que para além do brincar também deve existir o cuidar, dando banho, alimentando e cuidando dos seus próprios brinquedos.


Na escola, essa dinâmica também estará relacionada ao cuidado com os colegas, professores e com o senso de empatia.


Saiba como tratar o tema do preconceito com as crianças, em sala de aula.


4 - Estimule a cooperação


Quando você estiver em casa fazendo alguma tarefa doméstica, inclua os seus filhos, pedindo que eles participem e contribuam, de acordo com a faixa etária deles.


Incluindo-os, eles se sentem parte da casa e podem se divertir fazendo isso.


Gamificando a interação com a atividade que a casa exige ou contando histórias através da atividade conjunta, desenvolve-se também o poder interpretativo, a cooperação e ainda estimula a memória.


Ficou com alguma dúvida sobre a forma de ensinar seus filhos através das brincadeiras?

Conheça agora mesmo nossos materiais educativos e saiba mais sobre como a família pode contribuir com o ensino e a aprendizagem!

192 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia