Como explicar sobre o Coronavírus e os motivos da prevenção

Atualizado: Mai 13

Explicar sobre o novo Coronavírus para nossos alunos é essencial para evitarmos a desinformação, a inadequação e a ansiedade que o momento desperta


Sabemos dos cuidados, das preocupações e da necessidade de nos prevenirmos do novo Coronavírus. Mas será que os nossos alunos, sobretudo aqueles mais jovens, sabem como enfrentar esse momento de forma mais positiva e, mais do que isso, científica?


Saiba como explicar sobre o novo Coronavírus, como ele surgiu e como podemos nos prevenir!


Saiba mais: como lidar com a ansiedade em tempos de pandemia?


Como surgiu o novo Coronavírus?


O novo Coronavírus foi identificado ainda em 2019, em uma província chamada Wuhan, na China.


Lá, a cidade ficou completamente fechada por um período de tempo, a fim de evitar a disseminação do novo vírus.


No entanto, por conta do grande fluxo de pessoas pelo mundo, o novo Coronavírus rapidamente alcançou e se espalhou por outros países.


É justamente por causa dessa disseminação rápida pelo mundo que estamos vivendo uma "pandemia", que é quando a doença se espalha e atinge vários lugares ao mesmo tempo.


Não é a primeira vez que o mundo vive uma pandemia.


Ainda no começo do século 20 uma pandemia também atingiu o mundo.


O nome da doença que apareceu naquela época foi chamada de Gripe Espanhola.


Como um vírus se dissemina?


Existem várias formas de contrair um vírus.


O HIV, vírus que causa a AIDS, é contraído através de relações sexuais desprotegidas, por exemplo.


A Hepatite C, pode ser contraída até mesmo por alicate de fazer cutículas, nos salões de beleza.


Já o novo Coronavírus, da mesma forma que os outros vírus que causam doenças respiratórias são transmitidos, justamente, por via respiratória, predominantemente.


Espirrar e tossir liberam pequenas gotículas de secreções respiratórias e da boca, que estão carregadas de vírus quando alguém está contaminado.


Assim, superfícies e outras pessoas podem ser infectadas com o vírus.


É por isso que lavar as mãos frequentemente e utilizar máscaras de proteção é tão importante.


Lavar as mãos ou utilizar álcool em gel 70% quebra a parede celular do vírus, causando a sua morte.


Já higienizar tudo o que chega do mercado em nossas casas evita que o vírus fique em nossos lares.


A máscara, por fim, quando utilizada de forma correta, impede que entremos em contato com as secreções de outras pessoas.


Com todas essas medidas - e evitando ao máximo tocar no rosto - certamente conseguimos driblar o vírus!


Quer saber como lavar as mãos corretamente? Clique aqui!


Por que precisamos ficar longe dos nossos avós? O que o novo Coronavírus tem a ver com isso?


Essas devem ser as duas perguntas mais complicadas de se responder para uma criança, mas é preciso respondê-las de forma coerente com a verdade.


Primeiramente, explicar que os avós devem ficar distantes, nesse momento exige bastante cuidado, sobretudo para que a criança não fique ansiosa.


Como os idosos têm um sistema imunológico mais lento, o distanciamento social é essencial.


Isso deve ser feito porque uma vez contaminado por um vírus que se dissipa rapidamente, é com igual rapidez que o estado de saúde piora.


E esse é justamente o caso do novo Coronavírus.


Uma vez que contamine um idoso ou uma pessoa com diabetes ou doença cardíaca, o vírus se multiplica mais rápido do que a pessoa consegue se recuperar para combatê-lo.


Assim, como as crianças são, geralmente, assintomáticas - porque o corpo produz mais anticorpos do que o aumento da carga viral -, o ideal é mantê-las distante dos seus avós.


Porque, dessa forma, é possível impedir que eles sejam contaminados pelos próprios netos.


Também há que se evitar que os idosos andem pelas ruas, justamente pela mesma razão que devemos deixar as crianças mais distantes deles.


Todo mundo vai contrair o novo Coronavírus?


Não, e nem todo mundo vai precisar ir ao médico ou ficar hospitalizado por conta dele.

Isso se deve porque não é todo mundo que desenvolve a forma mais grave da doença, que afeta os pulmões impedindo a respiração.


Na maior parte das pessoas o que realmente ocorre é algo parecido com uma gripe muito, muito forte.


Com isso, os pulmões ficam sobrecarregados, criando um quadro de pneumonia.

No entanto, como dissemos, nem todo mundo desenvolve a forma grave da doença.


E se nós conseguirmos evitar o pico de contágio, quando muitas pessoas têm a forma grave ao mesmo tempo e precisam de hospitalização, certamente conseguiremos atender a todos que precisarem.


Quer saber mais sobre ferramentas para a Gestão Escolar se adaptar e agilizar processos em tempo de novo Coronavírus? Baixe agora o nosso Kit com 4 eBooks sobre Gestão Escolar!

117 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia