Como conciliar as turmas do Ensino Presencial e Remoto?

Atualizado: Abr 9

Os alunos do ensino presencial podem ser conciliados com os alunos do ensino remoto? A resposta é sim! Confira nossas dicas.

O ensino presencial total ainda não é possível. Porém, o modelo de ensino completamente remoto não era mais sustentável. Por isso, as escolas passaram a adotar o sistema de ensino híbrido, com alguns alunos em casa e outros na sala de aula.


Mas esse modelo também tem suas dificuldades. Como o professor pode conciliar os alunos nos dois ambientes? Como garantir que todos terão oportunidades iguais de aprendizado?


Para saber como se preparar para o ensino híbrido, é preciso muito estudo e consideração.


Ainda que essa não seja uma tarefa fácil, ela também é possível. Veja algumas dicas a seguir:


Saiba mais: Guia do Ensino Híbrido: dicas para implementação!


Dê acesso fácil às informações


Tanto os alunos do ensino presencial quanto os do remoto precisam ter acesso às mesmas informações. Desde o horário de início e final das aulas até datas de provas ou entregas de trabalho. Mas também o que será estudado, até qual parte do livro e o que o aluno deve fazer depois da aula.


Por isso, deixe todas as informações muito claras para os dois grupos, em locais que todos possam consultar. Uma plataforma online, uma agenda compartilhada ou mesmo um e-mail para todos pode dar conta do recado.


Saiba mais: Planejamento do ano letivo: como preparar a sua rede!


Intercale contribuições entre o ensino presencial e o remoto


Uma das situações mais chatas do ensino híbrido é quando os alunos do ensino presencial acabam sendo mais valorizados do que os alunos do ensino remoto apenas por proximidade. Eles podem levantar a mão ou dar as respostas sem pedir licença, enquanto os alunos do ensino remoto precisam chamar a atenção para falar.


É uma tarefa do professor garantir que a sala de aula tenha espaço para todos. Sempre intercale as contribuições do ensino presencial com as do remoto, pedindo diretamente que os alunos falem.


Saiba mais: Educação 5.0: o que é e como se preparar!


Dê acesso aos mesmos materiais


Tanto na sala de aula física quanto na digital, todos devem estar utilizando o mesmo material para conseguir acompanhar a aula. Isso pode significar ter que digitalizar alguns materiais, por exemplo, ou imprimir outros.


Certifique-se, antes de a aula começar, de que todos tenham o material necessário. Assim, ninguém será pego de surpresa sem entender o que está sendo dito.


Saiba mais: As Novas Tecnologias para o Novo Normal na Educação Pública!


Crie um momento de dúvidas


Dúvidas podem surgir no ensino presencial e no remoto. Mas quando você encerra a aula e não tira essas dúvidas, é mais fácil um aluno presencial tirá-las do que um aluno do ensino remoto. Por isso, sempre tire as dúvidas antes de encerrar a aula.


Reserve um tempo para fazer isso, como os cinco últimos minutos de aula. Se não houver qualquer dúvida, use esses minutos para conversar com os alunos. De qualquer forma, esse tempo pode ser utilizado para aproximar quem está em casa da sala de aula física.


Esse também é um bom momento para identificar lacunas de aprendizagem.


Saiba mais: Competências Socioemocionais: como desenvolvê-las na Educação Infantil!


Aprenda a posicionar o computador


Computadores, celulares e tablets vão ser muito utilizados no ensino híbrido. Os professores precisam aprender onde, exatamente, posicioná-los para que o grupo remoto possa ver o mesmo que os alunos do ensino presencial.


Procure fazer isso antes da aula, testando com outro dispositivo móvel para observar a visualização. Abra a sala de aula virtual com antecedência, também, para poder fazer ajustes caso haja algum problema.


Saiba: BNCC: revisão curricular e replanejamento do ano letivo em tempos de pandemia!


Seja paciente com os alunos e com você


O ensino híbrido não é um modelo perfeito. Ele é o que podemos fazer agora, com os recursos que temos. Por isso, não se cobre muito e seja paciente. A internet vai falhar, a conexão vai cair, os alunos remotos vão parar de ouvir, os alunos presenciais vão se sentir frustrados. Tudo isso é esperado.


Seja paciente com você mesmo e com os alunos. Em momentos como esse, de incerteza e dificuldades, todos precisamos de mais compreensão. E com paciência, compreensão e vontade de continuar ensinando e aprendendo, vamos passar por mais essa fase.


O acolhimento emocional dos alunos nesse momento faz muita diferença. O ensino híbrido não será uma situação eterna. Quando menos esperarmos, os alunos vão poder voltar, todos, para o ensino presencial. Até lá, vamos fazer o melhor para aproveitar esse momento ao máximo.


A Faz Educação oferece diversos materiais e recursos que podem ajudar sua escola no ensino híbrido. Saiba mais em nosso site!


Aproveite e baixe gratuitamente o eBook O novo normal e a nova escola: entenda como lidar, acolher e dialogar!

220 visualizações0 comentário