Como receber os alunos de volta à escola pós coronavírus

A volta às aulas após o novo Coronavírus será um momento delicado para a maioria dos alunos e professores. Planejamento é a chave para lidar com o momento.


Cada momento da história é um momento único. Embora o novo Coronavírus não seja a primeira pandemia enfrentada pela humanidade, é necessário, sempre que tentarmos avaliá-la, avaliá-la pelo contexto.


O contexto histórico em que estamos inseridos é único. E é justamente isso que torna único o momento de enfrentamento de uma pandemia como essa.


Assim, da mesma forma que as informações circulam rapidamente, da mesma maneira que acessamos conhecimentos rapidamente, também enfrentamos aquilo que nos torna mais humanos.


Medos, inseguranças, incertezas e temores nos aproximam de tudo o que já vivemos, em termos históricos, em relação à uma pandemia.


No entanto, a rapidez com que as informações chegam até nós, torna esse momento igualmente único. É dessa forma que o novo Coronavírus acaba fazendo parte da nossa rotina.


Além de estarmos em meio à pandemia, a cada momento sabemos mais e mais sobre o novo Coronavírus, bem como sobre a mortalidade que ele causa.


Assim, da mesma forma que a comunicação e as tecnologias nos ajudam a ter acesso a informações em tempo real, também pode criar uma grande angústia.


E isso se acentua entre as crianças e os adolescentes, que, ao mesmo tempo que estão expostos a uma grande quantidade de notícias alarmantes, podem não estar prontos para compreendê-las.


E se não estiverem prontos para absorvê-las, compreendê-las em sua totalidade, podem também acabar por viver o medo como principal motivador desse momento de suas histórias.


Saiba mais: a mudança de mindset como motor do sucesso educacional


O planejamento em prol da educação em meio à pandemia do novo Coronavírus


O retorno às aulas exigirá um maior planejamento por parte do corpo de educadores, como um todo.


Funcionários, professores, secretários e a equipe diretiva terão de apostar no planejamento.


Essa será a melhor forma de fortalecerem a si próprios para o momento de enfrentamento que será o retorno às aulas.


Além disso, ficar de olho nas orientações das autoridades em saúde pública também é essencial.


É através dessas informações, afinal, que deveremos embasar todas as nossas primeiras ações no retorno às aulas em meio à pandemia do novo Coronavírus.


Portanto, lidar com informações científicas, reais e que possam ser discutidas no espaço escolar é mais do que essencial.


No entanto, é necessário sempre lembrar que a pandemia não é somente um evento de saúde. É, também, um evento que envolve toda a humanidade.


Assim, ter atenção especial à essa matéria tão humana que é lidar com a perda de entes queridos é igualmente essencial.


Requerer, portanto, a mobilização das ciências humanas, da Filosofia, da Sociologia e da História pode colocar isso tudo em perspectiva para os alunos.


E, assim, tratar de forma igualmente científica o tema e as consequências da pandemia do novo Coronavírus e como impactará em nossas escolas.


É sabido, também, que são muitas as escolas que apostaram em ferramentas virtuais para continuar com suas programações educacionais.


No entanto, é sempre necessário lembrar que a educação é, essencialmente, uma atividade humana.


Por isso, quando a hora do retorno às aulas no espaço escolar, é importante que foquemos todas as nossas forças em promover a reaproximação.


E lembrando, sempre, que não se trata de voltar das férias escolares. Se trata, necessariamente, de um momento atípico em toda a nossa história.


Saiba mais: a importância de fazer avaliações diagnósticas no retorno às aulas


A importância do suporte psicológico em tempo de pandemia


Para muitos alunos e professores as aulas nunca foram necessariamente interrompidas.


As aulas passaram, apenas, de um momento que era de compartilhamento de um único espaço, para aquele em que compartilhamos o momento de aprender na web.


Assim, justamente por conta disso, é possível afirmar que o distanciamento que a comunicação online emprega pode ser também um distanciamento emocional.


Dessa forma, observar, conversar, convidar e deixar espaços abertos para o compartilhamento de reflexões, de medos e ânsias pode ser essencial para nossos alunos.


É assim, certamente, que a escola firma seu compromisso de educação e nos aproxima, mesmo quando o momento pede tanto distanciamento.


Quer saber mais sobre como nossas emoções podem ser decisivas para melhor aproveitamento escolar? Baixe agora o eBook Neurociência na educação: como o cérebro aprende.

995 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia