Como preparar os professores para trabalhar com as metodologias ativas

Atualizado: Abr 8

Confira nossas dicas para ajudar a organizar a preparação dos professores para o trabalho com as metodologias ativas em sala de aula

Os professores, em boa medida, já devem ao menos ter ouvido falar sobre o que são e como trabalhar com as metodologias ativas. No entanto, isso não é suficiente para que eles comecem a aplicá-las assertivamente em sala de aula: para isso, o engajamento é um fator-chave.


Pense por um momento: sabemos que fazer exercícios físicos é algo benéfico para a nossa saúde, certo? No entanto, saber é diferente de praticar. Agora, quando compreendemos que benefícios são esses, seu impacto em nossa saúde, humor e qualidade de vida, é mais provável que nos sintamos motivados e engajados a agir e a adotar os exercícios em nossa rotina.


Um paralelo pode ser feito com a preparação dos professores para trabalhar com as metodologias ativas. Apenas disponibilizar referências bibliográficas sobre o tema e esperar que isso seja suficiente para gerar um impacto positivo em sala de aula será uma experiência com efeito-cascata que, provavelmente, será frustrante para as Secretarias de Educação, para os professores e para os alunos.


Então, como evitar isso e ajudar o professor a compreender, engajar-se e aplicar as metodologias ativas? Para ajudar nesse desafio, preparamos as dicas a seguir.


5 dicas para preparar os professores para trabalhar com as metodologias ativas


Lembre-se: só podemos ensinar o que sabemos e só podemos motivar se estivermos motivados. Por isso, a preparação dos professores é essencial para o sucesso da implementação das metodologias ativas nas escolas.


Para tanto, é importante:


1. Ouvir os professores


Todo professor enfrenta desafios únicos em sala de aula que precisam ser vencidos. No entanto, esses desafios, por vezes, ficam de fora das oportunidades de formação e atualização oferecidas a eles, que acabam sendo muito abrangentes e descontextualizadas.


Portanto, um passo importante para preparar e motivar o professor a adotar as metodologias ativas é conhecer as dificuldades que ele tem hoje em sala de aula e, em cima disso, demonstrar como as metodologias ativas podem ajudá-lo a solucioná-las.


2. Adotar as metodologias ativas também na preparação dos professores


É preciso ser coerente nessa hora. Se o objetivo é fazer com que o professor compreenda o poder e os benefícios das metodologias ativas no processo de ensino-aprendizagem, o requisito básico para a formação proporcionada deve ser aplicar tais metodologias na atualização.


Assim como seus alunos, os professores aprendem de maneiras diferentes e respondem de formas diferentes aos métodos de aprendizado auditivo, cinestésico, escrito ou visual. Leve isso em consideração e promova preparações mais envolventes e dinâmicas. Aplique as metodologias, técnicas e recursos das metodologias ativas que eles, posteriormente, poderão também aplicar com mais segurança e motivação em sua sala de aula.


3. Desmistificar qualquer boato ou dúvida sobre o novo papel do professor


Alguns profissionais que ainda não compreenderam em maior profundidade a proposta das metodologias ativas podem ter receios sobre a importância de seu trabalho nesse novo contexto. E isso pode levar à criação de entraves e à falta de motivação para aplicação das novas metodologias nas escolas.


Por isso, é preciso esclarecer o papel central e insubstituível que o professor assume com as metodologias ativas. Mostre, de maneira motivadora, como a sua participação e seu engajamento farão toda essa engrenagem funcionar.


4. Conduzir os professores à centralidade do processo de preparação


Nas metodologias ativas, o aluno assume um papel central no desenvolvimento de seu conhecimento. Portanto, no momento de formação dos professores, no qual eles trocam de lado e passam a ser, também, alunos, lembre-se de colocar esse princípio em prática.


Isso pode ser feito, entre outras coisas, convidando-os a apresentarem cases e seus resultados aos colegas, a tomarem a frente de um comitê de inovação na escola etc. É importante elaborar estratégias para que eles se sintam "donos dos projetos", o que ajudará a reduzir eventuais resistências e a acelerar os resultados.


5. Ensinar os professores a "pescar"


Além das formações, compartilhe com os professores outras formas e canais por meio dos quais eles poderão descobrir mais sobre as metodologias ativas, ver referências de ideias para aplicá-las, conhecer histórias de sucesso etc.


Na rotina corrida, nem sempre o professor conseguirá ter tempo suficiente para identificar sozinho onde encontrar tais atualizações. Então, assim como ele irá instigar seu aluno a complementar os conceitos vistos em sala de aula com o uso da tecnologia em casa, faça o mesmo e forneça uma trilha que ele poderá percorrer para direcionar seu próprio desenvolvimento.


Lembre-se de incluir aqui opções que contemplem tanto informações sobre as principais metodologias ativas quanto outras mais inspiracionais que ajudem a manter seu foco e sua motivação com as novas abordagens.


Aproveite e veja também o Faz Responde sobre o assunto:



E então, gostou de nossas dicas de como preparar os professores para trabalhar com as metodologias ativas? Para obter mais dicas para ajudar no planejamento das formações, baixe gratuitamente o e-book que preparamos com 10 premissas para uma formação continuada alinhada aos novos currículos.

0 visualização

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia