Checklist da (Re)elaboração Curricular

Atualizado: Mar 4

Confira um passo a passo de como fazer uma (re)elaboração curricular eficiente!

A (re)elaboração curricular, seja a partir de um currículo existente ou se fundamentando apenas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), é uma tarefa importante em instituições que querem mudar ou implementar um novo método de ensino, tratar de assuntos atuais e se adaptar às mudanças da sua comunidade.


Confira abaixo uma checklist de como criar ou otimizar o currículo da sua instituição!


Crie uma equipe de (re)elaboração curricular


Fazer a (re)elaboração curricular não é uma tarefa para uma pessoa só. Será preciso criar um grupo de trabalho que vai discutir, desenvolver, revisar e otimizar o currículo em questão. É possível dividir o trabalho de acordo com as etapas – Educação Infantil, Ensino Fundamental etc. –, por área de conhecimento, temas transversais, enfim, o que for mais apropriado para a sua instituição.


O que vai acontecer é que o responsável por cada uma dessas divisões vai convidar professores e outros profissionais da área para gerar ideias e opinar na (re)elaboração curricular de forma coletiva. Essa etapa é importante tanto para o currículo que está sendo criado quanto para valorizar e integrar a sua equipe.


Confira em nosso blog mais dicas para motivar a equipe escolar!


Estabeleça a estrutura curricular


O estabelecimento de uma estrutura também faz parte da (re)elaboração escolar. Utilizando a BNCC como referencial, o currículo pode ter diversos formatos que estejam de acordo com sua proposta pedagógica. Alguns elementos são básicos e devem constar na estrutura de qualquer modo. Por exemplo:

  • Descrição do processo: quem elaborou esse currículo? Quando ele foi elaborado?

  • Definição do sujeito que se quer formar: para quem o currículo é destinado? Qual é o seu objetivo?

  • Definição de princípios: nesse currículo, o que é ensino? O que é aprendizagem? Qual é o papel da escola?

  • Forma de organização: como estão agrupadas as habilidades ou conhecimentos nesse currículo?

  • Temas transversais: quais temas integradores e contemporâneos são abordados nesse currículo?

Depois de estabelecer esses pontos básicos, a estrutura curricular pode conter alguns elementos complementares, como propostas de atividade e projetos; relações entre áreas de conhecimento; organização de tempo e espaço; indicações de metodologia etc.


Construa uma versão preliminar


A versão preliminar do currículo deve levar em conta a BNCC e os documentos curriculares existentes, sistematizando o que os grupos de trabalho produziram de acordo com o contexto da escola.


Ainda que existam grupos de trabalho, aconselha-se que exista também uma equipe gestora central, que vai garantir que todos entreguem seus currículos em dia e ajudar a construir um texto unitário, coeso, que faça sentido para quem está lendo e que possa ser interpretado facilmente por professores e toda a comunidade escolar no futuro.


Consulte a comunidade


A (re)elaboração curricular deve ser um processo participativo. Isso porque o novo currículo precisa contemplar as realidades diversas de todo o corpo escolar. Por isso, é preciso consultar a comunidade em que sua escola está inserida sobre a versão preliminar do currículo.


Essas consultas podem ser feitas de várias maneiras, desde entrevistas e debates até por meio de formulários digitais ou físicos. Pergunte sobre a adequação à BNCC, sobre os temas transversais abordados, sobre as necessidades do município, estado ou região da instituição.


Nesta etapa, é importante envolver representantes de todas as bases da comunidade escolar. Alunos, professores, funcionários, gestores, membros da secretaria de educação da região, todos devem estar presentes para otimizar esse currículo


Esse é, inclusive, um bom momento para envolver o conselho escolar. Não sabe qual é a função do conselho? Venha conferir em nosso blog!


Finalize a proposta


Depois de levar o currículo preliminar para a comunidade, é hora de rever o que foi proposto e pensar nas alterações possíveis do documento. Os grupos de trabalho devem se reunir mais uma vez para ter essa discussão de maneira clara e enriquecedora.


O grupo que está gerenciando essa (re)elaboração curricular deve fazer uma revisão final, garantindo que o documento está bem escrito, coerente e alinhado à BNCC.


Revise alguns pontos importantes abordados pela Base neste post!


Envie a proposta


O passo final da (re)elaboração curricular é o envio da proposta para as autoridades competentes, como os conselhos estaduais ou municipais da educação na sua região. O currículo será normatizado de acordo com as exigências de cada órgão público, e sugestões serão feitas para o texto final.


Elaborar, ou reelaborar, um currículo para a sua instituição de ensino é um passo para tornar o ensino mais eficiente e atender às demandas dos seus alunos.


A Faz Educação acredita que currículos completos abordam temas atuais importantes, como inclusão e tecnologias. Venha saber mais em nosso site!


Aproveite e veja também o Faz Responde sobre como arrasar no SAEB:



226 visualizações

© Copyright 2017 - 2019 | Faz Educação & Tecnologia