Aula remota pelo WhatsApp: é possível?

Descubra como o WhatsApp pode ajudar na dinâmica da aula remota.

Não é novidade que o uso do celular não se limita mais a fazer e receber ligações; o dispositivo é utilizado para compras, pesquisas, comunicação, diversão, garantindo que o usuário tenha tudo na palma da mão. E as possibilidades ganham força nas práticas educacionais, que também passaram a ser virtuais no modelo de aula remota por meio de plataformas específicas e algumas complementares, como é o caso do WhatsApp.


O recurso, que também pode ser utilizado em sua versão Web, oferece uma série de possibilidades que o tornam um facilitador para a aula remota.


Antes da pandemia causada pelo novo coronavírus, já se discutia a forma mais adequada de utilizar recursos tecnológicos que fizessem parte do cotidiano dos estudantes para que os processos educacionais também fossem estendidos para os lares.


Agora, com as atividades sendo retomadas, precisamos pensar de forma estruturada, e não apenas emergencial, para podermos tirar proveito das ferramentas e ter verdadeiros ganhos no ensino com elas.


Nesse contexto, o WhatsApp pode atuar como um canal de integração e apoio, podendo ser utilizado como meio de comunicação, suporte para o envio de atividades e para manter o diálogo da escola também com os familiares.


Ainda que o aplicativo seja bastante popular no país, é preciso entender de que forma utilizar o recurso a favor das necessidades da escola e dos alunos.


Pensando nisso, no artigo de hoje, reunimos algumas dicas para utilizar o WhatsApp na aula remota. Acompanhe a seguir.


Saiba mais: Como motivar os alunos a ligar a câmera durante as aulas remotas?


O uso do WhatsApp na educação durante a pandemia


Durante esse período de isolamento social provocado pela pandemia, o uso de plataformas virtuais e da internet se intensificou. E essa realidade também faz parte do ambiente escolar, afinal, para evitar a transmissão do vírus e reduzir os prejuízos do ano letivo, educadores e alunos passaram a se conectar via internet.


Existem diversas ferramentas e metodologias ativas que podem auxiliar na composição da aula remota para que ela se mantenha atrativa para o aluno e estimule o processo de aprendizagem.


Incorporar aplicativos ajuda a tornar a aula mais envolvente e, com o WhatsApp, isso não é diferente. O uso do recurso ganhou nova face depois da suspensão das aulas. Antes, de forma geral, era restrito ao envio de comunicados, agora, pode fazer parte dos processos de aprendizagem. Tornando a “convivência” mais próxima, mesmo a distância, aumentando o engajamento dos estudantes e permitindo o envio de arquivos em diferentes formatos.


Saiba mais: Educação 5.0: o que é e como se preparar!


Dicas para utilizar o WhatsApp na dinâmica da aula remota


Para ter ganhos com a utilização do WhatsApp na aula remota, é preciso saber explorar adequadamente a ferramenta e criar alternativas e atividades que irão ser facilitadoras no processo de ensino-aprendizagem.


As possibilidades são diversas, afinal, o recurso permite o envio de imagens, vídeos curtos, áudios, PDF, músicas, áudios, links, arquivos em formato Word, além da criação de grupos, realização de videochamadas, entre outras. Confira, a seguir, boas práticas na hora de se conectar com os alunos.


Saiba mais: Ensino Híbrido: dicas para implementação!


Evite o bloqueio da sua conta e utilize práticas seguras


Inicialmente, é interessante avaliar se o seu aparelho utilizado permite o uso de dois chips para que você possa utilizar um número para as atividades escolares diferente do seu número de telefone pessoal.


Também é importante orientar os alunos a salvar o seu número na agenda do celular e evitar o envio de mensagens automáticas ou promocionais para grupos. Afinal, durante uma conversa privada com alguém que não possui o contato salvo, as opções de “salvar” e “bloquear” são exibidas, e muitas denúncias podem resultar no banimento na conta.


Ressaltamos a importância de reforçar a segurança do aparelho, por meio de camadas extras de proteção, como o bloqueio por impressão digital e a confirmação em duas etapas.


Envie arquivos para vários alunos de uma só vez


Uma das possibilidades do WhatsApp é a criação de lista de transmissão, um excelente recurso para o envio de questionários e folhas de exercícios de forma ágil e para diversos destinatários.


Utilize o seu status para evidenciar informações importantes


O status do WhatsApp pode ser atualizado para compartilhar avisos, cronogramas, planos de aula e dicas de leituras e atividades complementares no ensino remoto.


Compartilhe áudios na aula remota


As mensagens de voz podem ser utilizadas para explicar novos conceitos, explorar o conteúdo e fazer relações com o material impresso.


Além disso, compartilhar as aulas ministradas por meio de áudios pode ajudar na fixação dos conteúdos e permitir que os alunos relembrem tópicos e possam revisá-los sempre que desejarem.


É importante lembrar que há diferentes modos de aprendizado e há alunos que aprendem melhor determinados conceitos ouvindo sobre eles do que lendo a respeito, por isso, é importante diversificar as abordagens.


Tire dúvidas por videochamadas


Essa opção pode ser utilizada para tirar dúvidas pontuais de pequenos grupos de alunos, afinal, o recurso permite a participação de apenas oito pessoas.


Utilize a interface WhatsApp Web


A versão do aplicativo para o computador permite um gerenciamento mais prático quando se tem um alto volume de mensagens. Além disso, se você já utiliza o PC para outras atividades da aula remota, fica mais fácil executar todas as tarefas em um único aparelho.


Entretanto, apenas os dispositivos móveis podem realizar chamadas de vídeo e de voz, portanto, são indispensáveis para esse fim.


Dicas complementares para utilizar o WhatsApp na aula remota


Veja outras dicas finais para ajudar a organizar as práticas de aula remota com o uso do WhatsApp:

  • Crie regras em conjunto com os estudantes e familiares para facilitar a convivência;

  • Estabeleça horários para a interação e envio de atividades;

  • Evite o envio de arquivos pesados que exijam muita memória ou demandem muitos dados móveis para baixar;

  • Se você não tem o número de telefone dos alunos, crie um link universal que possa ser compartilhado em outros canais para que os alunos consigam começar uma conversa com você no WhatsApp;

  • Crie um grupo para cada turma para facilitar a comunicação.

Gostou desse artigo? Explore todos os materiais exclusivos do Blog da Faz Educação e tire outras dúvidas para preparar suas aulas remotas.


Aproveite e garanta o novo eBook Competências Socioemocionais: como desenvolvê-las na Educação Infantil!

265 visualizações0 comentário