Como realizar uma gestão eficiente de resultados educacionais

Saiba agora como fazer a gestão de resultados educacionais e melhorar o desempenho dos alunos a partir de avaliações precisas!


Falar em gestão dentro do contexto é algo amplo e que, muitas vezes, não pode ser avaliado de uma só maneira.


A gestão escolar, em geral, abrange vários outros tipos de gestão. E a gestão de resultados educacionais é um deles.


Saber como fazer a gestão de resultados educacionais é uma maneira de compreender como os alunos estão evoluindo e o que sua escola pode fazer para ajudar. Continue a leitura abaixo!


Material grátis: Guia completo para uma Gestão Eficiente!


O que é gestão de resultados educacionais?


Para resumir, a gestão de resultados educacionais tem a ver com a avaliação do desempenho da escola no que diz respeito à aprendizagem.


Como a maioria das gestões, essa examina alguns índices de desempenho para compreender se a escola está oferecendo um ensino eficiente aos estudantes.


Algumas das bases da gestão de resultados educacionais são:

  • Satisfação: como a comunidade escolar avalia os serviços da escola?

  • Avaliação: como o projeto pedagógico da escola funciona?

  • Análise: o que pode ser feito para melhorar?

  • Transparência: como permitir que toda a comunidade tenha acesso a essas informações?

Essas são algumas perguntas básicas que toda escola deve responder para garantir que a gestão de resultados educacionais seja feita.


Quando falamos de “avaliação”, no entanto, muitas pessoas ficam confusas. Essas são avaliações comuns, como provas? Avaliações federais, como o Ideb? Ou outro tipo de avaliação, direcionada para a gestão?


Material grátis: IDEB e os principais índices educacionais para uma boa gestão de resultados!


Como realizar a gestão de resultados educacionais?


Em primeiro lugar, é preciso compreender o que sua escola está buscando com isso. O objetivo principal é oferecer um ensino de maior qualidade para os alunos. Mas quais são os objetivos específicos dessas avaliações?


Algumas ideias são:

  • Descobrir se todas as habilidades pretendidas no currículo estão sendo desenvolvidas;

  • Entender se a metodologia da escola é eficaz;

  • Comparar as diferenças de desempenho entre turmas;

  • Saber o que pode estar levando a essas diferenças entre alunos na mesma etapa escolar.

A principal ferramenta para encontrar essas respostas e, enfim, fazer a gestão de resultados educacionais, é a avaliação.


Essas avaliações podem ser internas, a partir da equipe administrativa e dos alunos, ou externas, a partir dos órgãos competentes. Elas também podem ser formais, como provas e projetos, ou informais, como reuniões e conversas. Observações também podem ser avaliações informais.


Quer saber mais sobre os tipos de avaliação? Confira nosso post sobre o assunto!


Material grátis: Como a tecnologia aplicada às metodologias ativas ajudam no avanço do IDEB!


A importância do Saeb e do Ideb


Ainda que todos esses tipos de avaliações sejam válidos e tenham seu espaço, as avaliações formais externas são fundamentais. Elas são provas e índices, como o Saeb e o Ideb, realizados pelo Ministério da Educação (MEC).


Realizadas com frequência, essas avaliações medem os resultados da educação do país como um todo. Com base em exames e estatísticas, elas fornecem informações claras e consistentes sobre cada aspecto a ser melhorado nas escolas.


Por isso, mesmo que outras avaliações sejam importantes, essas são as duas que sua escola deve colocar como prioridade.


Saiba mais sobre como utilizar os resultados do Ideb!


Já tenho os resultados das avaliações. E agora?


Depois de feitas as avaliações pertinentes, você tem resultados em forma de números, estatísticas, gráficos e depoimentos. O que fazer com tudo isso?


A etapa final da gestão de resultados educacionais é chamada de plano de ação escolar. Ele é feito a partir da análise dos resultados das avaliações.


Ainda que cada escola possa ter seu próprio método, o plano consiste, basicamente, em:


Definir objetivos


Quais são os objetivos da sua escola daqui em diante? Pode ser diminuir a evasão escolar, reduzir a taxa de reprovação, melhorar o desempenho dos alunos em uma disciplina, etc.


Propor ações


O que será feito para alcançar esses objetivos? Algumas ideias são implementar ferramentas tecnológicas, oferecer formações aos professores, dar aulas de reforço no contraturno, etc.


A formação continuada para professores faz diferença no funcionamento de toda a escola.


Definir prazos


Até quando esses objetivos devem ser alcançados? Para não ficar adiando os planos indefinidamente sempre que houver um problema, sua escola precisa estabelecer prazos e se organizar.


Monitorar


As ações estão tendo os resultados esperados? Em alguns casos, isso nem sempre funciona e sua escola pode precisar rever os planos.


A gestão de resultados educacionais está sempre evoluindo. Por isso, é um trabalho constante, que deve ser feito com a ajuda de todos.


Quer saber mais sobre gestão escolar? Confira mais posts sobre o assunto no blog da Faz Educação!


Aproveite a oportunidade e garanta gratuitamente todos os nossos Materiais Educativos exclusivos!

535 visualizações0 comentário